Skip to content

Eu assusto os homens e não arrumo um parceiro

Por Telma Elorza

“Sou uma mulher bonita, muito bem sucedida na carreira, inteligente, bem humorada e pró-ativa. Mas não consigo arrumar um namorado. Minhas amigas dizem que eu assusto os homens com meu jeito independente e mandão e que, se não mudar, nunca vou encontrar um parceiro. Tenho mesmo que fazer isso? Lutei muito com inúmeras dificuldades e me tornei forte. Não me vejo sendo ‘mulherzinha’.”

Ah, essa nossa sociedade machista, sempre tentando impor padrões submissos para as mulheres.

Minha amiga, vou pedir para você assistir uma cena do filme Barbie, onde a personagem Glória, vivida pela atriz America Ferrera, faz um discurso sobre o que nós, mulheres, vivemos. Assistiu? Então, entenda que nunca somos suficientes para essa sociedade e isso inclui suas amigas e também os homens que a rodeiam.

Mulheres fortes e independentes realmente assustam os homens. E quanto mais bem sucedidas, pior. Eles não se sentem suficientes para fazer páreo para uma mulher assim. E o problema está neles, não em você.

Então, me diga, por que mudar?

Você realmente quer ter uma pessoa insegura e de ego frágil a seu lado? Se, para isso, você vai ter que se diminuir e a todas suas potencialidades? É isso que você busca num parceiro?

Você seria feliz assim?

Eu entendo que uma parceria deveria ser cada um tentando fazer o melhor para beneficiar ambos. Seja num namoro, num casamento ou até numa empresa.

Pense como profissional. Você, sabendo que tem mais capacidade que seu chefe direto, omitiria suas opiniões profissionais, desistiria de seus melhores esforços dirigidos para a empresa crescer e prosperar, somente para não “magoar” o incapaz? Ou passaria por cima e tomaria a liderança?

Numa relação amorosa é a mesma coisa. Você não deve se “apagar” em nome de uma relação. Quem faz isso está num relaciomento tóxico e precisa escapar o mais rápido possível.

Aquela máxima “melhor sozinho que mal acompanhado” vale também para os relacionamentos.

Parceiro à altura

E duvido que, sendo esse mulherão todo, não vai aparecer alguém à sua altura. Seu parceiro pode não estar entre os que você conhece. Amplie seu círculo de amizades, conheça novas pessoas, busque além da sua zona de conforto (isso nunca fez tanto sentido).

Mas, o mais importante, esteja aberta a novos relacionamentos sem tentar esconder ou diminuir quem você é. Assuma-se poderosa em busca de um homem poderoso também. Alguém que não se sinta diminuido por você ser tudo isso. E nem estou falando de conta bancária. Estou falando de um homem verdadeiro, capaz de aceitar, valorizar e estimular todo o seu potencial, independentemente do saldo que ele tem na conta.

Pense nisso.

Espero ter ajudado.

Tem dúvidas sobre relacionamentos? Mande um e-mail para telma@olondrinense.com.br

Quem é a Tia Telma

Um mulherão, bonita, bem sucedida, me pergunta se deve mudar para conquistar um parceiro, porque as amigas dizem que ela assusta os homens e não consegue um parceiro. Eu conto.
Tia Telma versão IA

Telma Elorza é jornalista, divorciada e adora dar pitaco na vida dos outros. Mas sempre com autorização.

Siga O LONDRINENSE no Instagram

Arte: Mirella Fontana

Leia mais colunas do Consultório Sentimental da Tia Telma

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.