Skip to content

Quero mudar de carreira aos 40, mas tenho medo

Por Telma Elorza

“Estou pensando em mudar de carreira. Tenho 40 anos e sou uma profissional bem sucedida, mas não me identifico mais com meu trabalho. Estou cansada de fazer sempre a mesma coisa e já não tenho prazer em passar longas horas me dedicando a um escritório. Penso em empreender, fazer meus horários, mas tenho medo. Não consegui conversar com a família sobre isso, porque sei que não vão compreender. Às vezes, nem eu me entendo: como posso pensar em deixar um trabalho chato, mas que me dá garantias de futuro por algo que não sei que vai dar certo?”

Bom, amiga, isso daqui foge um pouco dos conselhos sentimentais que costumo dar. Ou não. Sei lá. Vou tentar ajudar como for possível.

Primeiramente, eu acho que você deveria conversar com sua família. Explicar sua situação, sua insatisfação, mostrar suas expectativas. E ver como ela pode dar apoio. Muitos vão falar que você é louca e tals, mas tem um velho ditado que diz: ‘trabalhe com o que gosta que não terá que trabalhar um dia sequer’. Ou seja, o prazer, o gostar do que faz é essencial para nossa vida.

Mas você tem que avaliar um ponto fundamental: ter segurança financeira importa muito para você? Porque a CLT dá algumas vantagens aos empregados, como direito à desconexão, férias, 13o. salário, FGTS e outras, que o empreendedor não tem. No início da própria caminhada, isso é um grande problema. Por outro lado, na instabilidade econômica mundial, nem a carteira assinada é garantia de alguma coisa, que isso não vai mudar daqui a algum tempo.

O empreendedorismo é ótimo para quem tem um sonho e quer correr atrás. Mas, antes de mudar de carreira, é preciso se preparar

Antes de mudar de carreira, se prepare

O empreendedorismo é ótimo para pessoas que têm um sonho e correm atrás. No início, você terá muito pouco dinheiro, porque investir é muito importante. Outra coisa: esqueça essa coisa de trabalhar quando quiser, fazer seus horários. A maioria dos empreendedores que conheço (inclusive eu mesma) trabalha muito. Às vezes mais que do que em um emprego com carteira assinada, chegamos até 12, 14 horas por dia. Porque o negócio depende de você e se não se dedicar muito a ele, nada virá de graça. Assim, isso é algo para se pensar. Sua muda já está estruturada para isso?

Além disso, você simplesmente não pode abandonar tudo e partir para um negócio próprio antes de se preparar, fazer cursos na área que quer atuar e, principalmente, elaborar um plano de negócios, fazer pesquisas de mercado, entre outros detalhes. Neste sentido, é bom procurar o Sebrae, buscar ajuda de um dos seus consultores e se informar se aquilo que você está pensando em transformar em negócio próprio é realmente viável. Tudo isso ajuda a tomar a melhor decisão.

Espero ter ajudado.

Quem é a Tia Telma

Telma Elorza é jornalista, divorciada e adora dar pitaco na vida dos outros. Mas sempre com autorização.

Arte: Mirella Fontana

Leia mais colunas do Consultório Sentimental da Tia Telma

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.