Conflito entre direitos na volta obrigatória às aulas presenciais: como ficam os consumidores?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *