Skip to content

Jardins de Eyrignac, uma herança de familia

Por Chantal Manoncourt

Num oceano de vegetação pontuado por majestosas avenidas de árvores e esculturas de plantas, os jardins de Eyrignac, um dos mais belos de França, podem ser visitados como um museu ao ar livre e guardam algumas surpresas muito agradáveis.

Os Jardins de Eyrignac são um dos mais belos da França, que a mão do homem transformou em uma maravilha

É uma longa e linda história de amor!”, exclama Patrick Sermadiras. “É uma propriedade que está na minha família há 500 anos, transmitido por vinte e duas gerações, nasci lá, moro lá, cresci, sou muito anexado a ele e cada centímetro quadrado tem uma história para mim.” Patrick substituiu seu pai Gilles, que recompôs e redesenhou o lugar em 1965.

Este jardim verde, situado no coração da região do Périgord, apresenta-se em todos os tons de verde: teixos, buxo, carpas e ciprestes são as principais espécies do jardim. Em 10 hectares floresce um verdadeiro festival de esculturas vegetais, salas verdes, bordados de buxo, canteiros de estilo francês… A diversidade de formas parece não ter limites, mantendo-se em harmonia com o património natural preservado de 200 hectares que rodeia este cenário.

Cortada à mão por sete jardineiros, esta coleção única apresenta formas perfeitas, por vezes retilíneas e cheias de rigor, mas também esculpidas com curvas e suavidade como cilindros, espirais ou arabescos. É neste universo original, decorado com nascentes, bacias e fontes, que o visitante caminha e de repente descobre um jardim muito diferente.

O Jardim Branco de Eyrignac

Contrastando com esta natureza dominada pelo verde excessivo, eis o Jardim  Branco, uma criação recente em Eyrignac que data do ano 2000. Disposto à beira do grande jardim verde, traz poesia e leveza a todos os jardins. Sinônimos de pureza e elegância, os jardins brancos são encontrados em grandes jardins antigos. Alternando com as quinhentas roseiras plantadas, os caminhos ganham destaque com flores brancas renovadas conforme a estação: hibiscos, jacintos, tulipas, narcisos, dálias…

Quer saber mais? É possível visitar o mais belo jardim do Périgord com o jardineiro-chefe e descobrir esta poda de plantas feita à mão. E para os entusiastas é possível conhecer esta arte tão particular através de ferramentas especializadas, mas também viver uma experiência única para aprender a cuidar do seu jardim, colocando todas as questões possíveis ao especialista. Assim, todos podem beneficiar de uma manhã de aprendizagem reservada tanto a amadores como a jardineiros experientes para manter o seu jardim como um jardim histórico.

Refúgio de paz e tranquilidade durante o dia, local festivo à noite, está previsto para 16 de junho um grande jantar no pátio do solar com concurso de chapéus de flores, mas os Piqueniques Brancos são o evento esperado pelos visitantes, vizinhos e turistas: todas as segundas-feiras à noite, de 8 de julho a 26 de agosto de 2024. Sinônimo de alegria, convívio e elegância, acontecem obviamente no Jardim Branco e o único requisito para participar: estar vestido de branco! De forma efêmera, os jardins de Eyrignac revivem uma tradição secular, a da festa ao ar livre. Sim, porque é de fato uma celebração com música, dança, baile, pôr-do-sol sobre o vale, fontes iluminadas e fogo-de-artifício de encerramento.

Os Jardins d’Eyrignac estão abertos todo o ano e estão localizados a aproximadamente 500 km a sudoeste de Paris.

 Fotos: © Georges Leveque, Jérome Morel, Declic et Decolle, Skyme

Chantal Manoncourt

Parisiense, arqueóloga e jornalista, apaixonada pelo Brasil, já escreveu vários livros sobre turismo brasileiro.

Leia todas as colunas do Conexão Europa

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.