Skip to content

SEMIFINAL: Tubarão goleia Atlético e vai encarar o Coritiba

Londrina faz um primeiro tempo impecável e bate expressinho do Furacão por 4 a 1

Claudemir Scalone

Equipe O LONDRINENSE

O jovem time do Londrina passou com sobras pelo primeiro desafio de uma semana  cheia de decisões. O Tubarão cumpriu um primeiro tempo irrepreensível, quando abriu 3 a 0, soube administrar o jogo na etapa final e chegou à goleada de 4 a 1 sobre o expressinho do Atlético na tarde de domingo (31), no Estádio do Café. Na quarta-feira (3), o adversário será o Botafogo-PB na partida de volta pela Copa do Brasil, também no Café, com o Alviceleste jogando pelo empate ou por derrota por um gol de diferença. Na quarta, o atacante Dagoberto fará sua estreia no LEC.

Com a elástica vitória sobre o Atlético, o LEC ficou em segundo lugar no grupo A com 11 pontos e vai enfrentar o Coritiba (líder do grupo B) no próximo domingo (7), em Curitiba, uma das semifinais do returno do Campeonato Paranaense. O Atlético, líder da chave A (12 pontos) jogará sábado, na Arena da Baixada, contra o Rio Branco (10), vice do grupo B. O vencedor do returno decidirá o título do Estadual contra o Toledo (campeão do turno). Maringá e Foz do Iguaçu foram rebaixados para a Segunda Divisão.

O Londrina iniciou o confronto diante do Atlético com uma mudança no gol de última hora. O goleiro Alan, muito criticado pelos gols tomados no empate contra o Toledo, pediu para não jogar. E o técnico Alemão fez estrear o goleiro Matheus Albino, ex-Joinville. No ataque, Deivid ganhou posição do centroavante Elber, titular em quase todo campeonato.

E a partida começou em ritmo frenético. Em menos de 1 minuto, Luquinha levou amarelo após cometer uma falta. O jovem time atleticano tocava bem a bola e criava dificuldades na marcação para o Londrina. Em um rápido contra-ataque, Luquinha recebeu a bola e a conduziu até a entrada da área. O habilidoso meia trouxe a bola para o pé direito e colocou com categoria no canto esquerdo de Gabriel, a bola tocou a trave antes de entrar: LEC 1 a 0 aos 4 minutos.

Em outro ataque com muita velocidade, Anderson Oliveira foi derrubado na área por Bruno Rodrigues. O capitão Germano cobrou o pênalti com categoria: LEC 2 a 0, aos 14. Na sequência, Anderson Oliveira cruzou da esquerda, Anderson Leite fez o corta-luz e Luquinha chutou rente à trave atleticana. E, logo depois, Marcelinho recebeu na direita, fintou o zagueiro e obrigou o goleiro Gabriel a fazer grande defesa. O terceiro gol estava maduro e ele veio em outra trama veloz do Tubarão. Anderson Oliveira puxou o contra-ataque, serviu o lateral Felipe Vieira que cruzou forte para o meio da área. Marcelinho, de carrinho, fez 3 a 0 aos 29. No restante do primeiro tempo, o Londrina cadenciou o jogo.

Se no primeiro tempo o Atlético não incomodou o estreante Matheus Albino, na etapa final o goleiro do Londrina foi acionado e fez grandes defesas. Aos 2 minutos, Janderson chutou e Matheus Albino pôs a escanteio. Aos 5, Sílvio falhou e Gabriel Poveda chutou em cima do goleiro alviceleste. E o mesmo Poveda bateu para o gol e Matheus Albino salvou. Muito recuado, o Londrina não conseguiu dar sequência às jogadas e acabou tomando um gol. Anderson Leite sentiu uma contusão foi substituído por Rômulo. Aos 13, o bom meia Matheus Anjos recebeu no meio-campo e tocou para Erik que, livre de marcação, marcou para o Atlético.

O LEC respondeu aos 20 em um de seus poucos ataques: Marcelinho tocou para Luquinha que tentou encobrir o goleiro e errou. Em seguida, Anderson Oliveira arrancou sozinho pela esquerda, mas chutou sem perigo. Aos 26, mais uma vez, Matheus Albino impediu outro gol atleticano num ótimo chute de Matheus Anjos. Foi aí que o técnico Alemão decidiu retrancar o time: sacou Luquinha – para desespero da torcida – e colocou o zagueiro Marcondes.

A mexida deu resultado. O Atlético não incomodou mais o goleiro londrinense e, com a entrada de Luidy na vaga de Marcelinho, o ataque alviceleste voltou a funcionar. Utilizando sua rapidez, Luidy venceu a marcação e tocou para Deivid acertar a trave. E o quarto gol sairia após uma tabela entre a dupla: Deivid tocou para Luidy bater cruzado e fazer 4 a 1 aos 42 minutos, selando a importante vitória do Londrina.

Alemão, treinador do Londrina, mandou a campo Matheus Albino; Raí Ramos, Sílvio, Augusto e Felipe Vieira; Germano, Anderson Leite ( Rômulo) e Luquinha (Marcondes); Marcelinho (Luidy), Deivid e Anderson Oliveira. O Atlético, do técnico Rafael Guanaes, teve Gabriel; Zé Ivaldo, Lucas Halter e Éder; Bruno Rodrigues; Christian, Érick, Matheus Anjos, Abner (Luiz Fernando) e Janderson (Khelven);  Gabriel Poveda (Bergson).

O jogo teve arbitragem de Paulo Roberto Alves Jr., que iniciou o jogo aplicando cartões, mas depois economizou principalmente para jogadores do Atlético que “mataram” dois contra-ataques do LEC no primeiro tempo. Apesar da importância, a partida teve apenas 1.556 pagantes para uma renda de R$ 46.583,00.

OUTROS JOGOS

O Operário, que brigava pela classificação com o Londrina no grupo A, ficou no zero a zero com o Foz do Iguaçu na Fronteira. Em Maringá, o time local bateu o Toledo por 3 a 0 e mesmo assim foi rebaixado, pois dependia de derrota do Rio Branco, de Paranaguá. No grupo B, o Coritiba venceu o clássico contra o Paraná por 1 a 0 e fechou na liderança com 10 pontos, Em casa, o Rio Branco derrotou o Cianorte por 1 a 0 e garantiu o segundo lugar com 10 pontos. No “derby do veneno”, Cascavel CR e FC Cascavel empataram por 1 gol.

Foto: Gustavo Oliveira/LEC

O jovem Luquinha e o veterano Alemão comemoram gol na goleada do Londrina

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.