Skip to content

Comidas são destaque na ExpoLondrina 2023

Com Villa Gastronômica e Expo Sabores, evento garante uma boa gastronomia para o público visitante

O LONDRINENSE com assessoria

Nem só de eventos técnicos, animais, shows e parque de diversões vive o público da ExpoLondrina 2023. Depois de passear e aproveitar toda estrutura, pode bater aquela fome. E feira tem muitas opções para os visitantes. São muitas a alternativas que abrem o apetite de qualquer um. De uma visita a Expo Sabores, até restaurantes selecionados, pratos gourmet, gente bonita e muito rock.

Na Villa Gastronômica, diferentemente do ano passado, desta vez o espaço é aberto e todo mundo pode curtir as apresentações no palco Mundo Livre, uma parceria com a rádio homônima. Todo dia tem uma banda local diferente e quem vier poderá assistir ao show sentado, se quiser.

“Nós decidimos fazer aberto esse ano, para dar acesso a todo mundo. Então, as pessoas vão encontrar aqui restaurantes bacanas e todo tipo de cardápio”, explica um dos organizadores do espaço, Gustavo Vieira, mais conhecido como Sapão. Entre os restaurantes, estão Berbecue, Komida di Boteco, PicPizza, Arnaldos, Zaatar, Green Açaí, Boussolé, Cartagena e Nanica. “Tem alguns tipos de gastronomia que só temos aqui na Villa Gastronômica”, afirma o organizador. De acordo com ele, o espaço é ideal para a família dar um intervalo no passeio e reabastecer as energias. Ou, então, a galera curtir um happy hour com petiscos no início da noite.

Oswaldo Silva, proprietário do Picwich, trouxe toda sua expertise na produção de pizzas para a Villa Gastronômica. E vaquinha, personagem característica do estabelecimento, é quem convida o público para experimentar as delícias do cardápio. Entre os sabores estão a tradicional de marguerita, mozarela, calabresa, frango com requeijão, napolitana e chocolate. “A gente sabe que pizza é um tipo de alimento que vai super bem para a família toda enquanto está passeando, então, resolvemos trazer nossos principais sabores para a feira”, diz Oswaldo.

No último dia da feira, no domingo (16), a Villa Gastronômica recebe um show com professores do Colégio Marista, na hora do almoço. É uma apresentação fruto de um aulão sertanejo que foi realizado no Teatro Marista. Os professores e colaboradores, aliás, gravaram até um clipe da música “Evidências”, o verdadeiro hino sertanejo do país. A programação da Villa também inclui, durante a semana, um alongamento para idosos, que será realizado em parceria com a secretaria municipal de Saúde.

ExpoSabores

A ExpoLondrina 2023 volta a ter a ExpoSabores, um espaço dedicado à gastronomia com produtos especiais, localizado no Pavilhão José Garcia Vilar. Nos estandes deste ano há uma variedade de produtos que irão atender os desejos de diferentes preferências. Para quem gosta de culinária alemã há o Tio Chico, que oferece o einsbein, que é o tradicional joelho de porco, que tem como acompanhamento o purê de maçã e o chucrute (repolho em conserva). O espaço também oferece o salsichão com curry, outro prato típico da culinária alemã. Jone Carneiro Franco revela que a empresa veio de Ponta Grossa com boas expectativas de vendas. “Além das porções nós temos os lanches alemães, que são muito gostosos. Oferecemos seis pratos alemães diferentes”, destacou.

Outra das atrações é o estande da Estância Baobá Produção Agroecológica, que produz queijos especiais e doces de leite de vaca e de ovelha e que se sagrou como a mais premiada queijaria artesanal do Sul do Brasil no 2º Concurso de Queijos e Produtos Lácteos realizado no ano passado em São Paulo, conquistando medalhas de prata e bronze por produtos como manteiga da baobá, baobrie, requeijão de corte da baobá, baozola e boursin páprica defumada. Lívia Trevisan revelou que essa premiação foi surpreendente, já que a o concurso teve competidores mais tradicionais, com mais de 30 anos de atividades, enquanto a empresa dela tem poucos anos.

Para o estande ela trouxe 15 diferentes tipos de queijos finos e 4 tipos doces de leite que certamente irão agradar os frequentadores da ExpoLondrina. “É uma produção local da região, do município de Jaguapitã. Nós estamos com uma parceria com ceramistas da Inspira, que nos forneceram as tábuas, mantegueiras e jarras e com a Vinícola Carnasciali, de Apucarana.” Ela afirmou que há queijos de R$ 22 até de R$ 240/kg. “Tem para todos os gostos.”

O estande de doces portugueses é uma das tentações que irá agradar diferentes paladares. Viviane Ribeiro afirma que a equipe veio de Atibaia (SP) e tem como carro-chefe o tradicional pastel de Belém, iguaria que é conhecida por ser feita com nata, mas agora surge com inovações adaptadas ao paladar brasileiro, com recheio de doce de leite e de leite de coco. “Esses pastéis a gente faz na hora.” Embora o estande seja identificado com a bandeira portuguesa, ela reportou que há doces de diferentes origens. “Além dos doces portugueses, trouxemos doces árabes, doces húngaros e um pouco de doces alemães, como o strudel.”

O estande do Empório Paladar/Empório Alambique trouxe 25 tipos de produtos de Minas Gerais. Tiago Rodrigo Franco destacou que seus produtos são adoçados com açúcar mascavo e possuem 50% menos açúcar que os doces tradicionais. “Tudo é feito artesanalmente no tacho de cobre e no fogão à lenha. Temos os doces de abóbora com coco, goiabada cascão, doce de leite com ameixa, doce de café e doce de maracujá. Temos também o amendoim cricri e a paçoca de pilão com zero açúcar.” Sobre as bebidas, ele apontou que há diferentes tipos de cachaça, licores e cidras que certamente agradarão os amantes de uma boa bebida.

Frutas exóticas

Mangostin, mexerica caviar, maracujá granadilla, tangerina uruguaia, maracujá do cerrado são algumas das frutas exóticas que os visitantes da ExpoLondrina encontram este ano em duas barracas, uma na rua principal e outra no pavilhão da Expo Sabores. Pepeu, responsável pelos espaços, conta que ao longo da feira vai oferecer mais de 60 variedades de frutas exóticas, de várias partes do Brasil e do mundo.

Entre as variedades, ele destaca a mexerica caviar, do Sul da Espanha, que é “super doce”, a mangostin, conhecida como a “rainha das frutas”, com origem no sudoeste asiático e que também é produzida no Brasil, nos estados do Pará e Bahia. Também destaca o kiwi banana, da Nova Zelândia, e a lichia longan, originária da Ásia, e que segundo Pepeu “tem um sabor mais crocante” do que a lichia que normalmente se encontra nos mercados tradicionais.

O expositor conta que este é o segundo ano que participa da ExpoLondrina e as expectativas são as mais positivas possíveis para esta edição. “O público daqui é muito bom. A clientela é exigente, mas todo dia teremos frutas diferentes para atender todos os gostos”.

Foto principal: Fernando Cremonez/Divulgação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.