Skip to content

Eu denuncio: “Procon vai comprar imóvel com dinheiro que poderia ir para Saúde”

Nessa coluna, a equipe de reportagem do O LONDRINENSE vai atrás de denúncias feitas por leitores. Mande a sua. Se ela tiver consistência, procuraremos os responsáveis para explicações. A denúncia também poderá servir de base para uma reportagem.

O leitor escreveu: “Por que o Procon precisa comprar um imóvel de R$2,5 milhões para sede quando a prefeitura tem imóvel sem utilização? Não há necessidade, no momento, de comprar um imóvel desse. Estão contrariando a lógica, nem mesmo instituições de grande porte, como bancos, adquirem imóveis próprios pois os custos de manutenção e a desvalorização é muito grande com o passar do tempo. Segundo o próprio Procon, hoje o custo mensal é de R$12.000,00 de aluguel na sede da Rua Mato Grosso. Com um imóvel de R$2,5 milhões, levaria 17 anos para a amortização. E daqui a 17 anos, a desvalorização será grande. É para ficar extremamente revoltado. A saúde em total desgraça e o prefeito e o Gustavo Richa querendo comprar imóvel para nova sede. Não há necessidade alguma de fazer esse tipo de investimento, neste momento, senhores. Queremos mais médicos nas UPAS, hospitais, postos de saúde, combate forte a dengue. A população um dia vai se revoltar de tal forma que ninguém mais impedirá uma desgraça maior.” Jonatas Domenciano, membro do Movimento Popular Contra a Corrupção Por Amor a Londrina.

O coordenador do Procon LD, Gustavo Richa, disse que o dinheiro que o órgão tem disponível no Fundo de Defesa do Consumidor, por lei, só pode ser usado para estruturar, equipar e melhorar o próprio órgão. “O dinheiro, que é resultado de multas aplicadas a empresas e que hoje somam cerca de R$7 milhões, não poderia ter outro destino. Hoje, nossa folha salarial é paga pelo Procon e, inclusive, estamos enviando um projeto à Câmara de Vereadores para contratação de novos funcionários”, explicou.

Segundo Richa, a compra de imóvel próprio é uma necessidade. “Nossas atuais instalações não comportam mais a quantidade de atendimentos dia, em torno de 200. Além disso, não temos nem estacionamento para os carros oficiais que dirá para o público”, afirma. Segundo ele, cada vez que precisam sair a trabalho, os fiscais têm que andar algumas quadras para pegar os carros.

Richa diz que fez uma busca entre os imóveis e terrenos da prefeitura para ver se conseguia algo que atendesse às necessidades. “Precisamos de um imóvel de mais ou menos 600 metros quadrados, bem localizado, no centro ou perto do Centro Cívico. E o que encontrei disponíveis era imóveis pequenos ou terrenos em áreas afastadas”, diz.

Um prédio que chegou a ser cogitado foi o da Avenida Duque de Caxias, cedido ao Movimento Artistas de Rua de Londrina (MARL). “Seria um excelente imóvel, mas foi cedido através de projeto de lei, então não podemos reivindicar”, explica. Outro que seria interessante, segundo ele, é o prédio do antigo Mercado Municipal do Quebec, mas também já está destinado à Secretaria de Educação, inclusive com abertura de licitação para reforma. “Seriam os dois maiores”, aponta.

Richa diz que, desde o início do processo para aquisição do imóvel, foi feito um chamamento público com dispensa de licitação, autorizada pelo artigo 24 da lei 8666, e apareceram 40 propostas de imóveis. “Visitei um por um e, desses, selecionei 10. Que agora estão nas mãos do avaliador da prefeitura para ver o valor real de cada. Acredito que até junho tenhamos o resultado e, até o fim do ano, teremos concluído a compra”, explica. Segundo ele, essa é a primeira vez que um órgão da prefeitura adquire um imóvel.

Foto: Procon

Compartilhar:

1 comentário

  1. Como ja explicado NINGUEM compra imovel pois é muito mais economico aluguar, isso é jogar dinheiro fora. Investe em açoes do proprio procon q quase nao faz nada na cidade. Nunca vi o procon na rua, de vez enquando sai alguma ação midiatica mas na pratica do dia a dia nada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.