Skip to content

Brian Oblivion & seus Raios Catódicos

O Brian Oblivion & seus Raios Catódicos é a primeira banda de Surf Music de Maringá (PR).

Formada em 1998 sob influência da Surf Music instrumental da década de 60, a banda fundiu este estilo ao rock de garagem e o pós- punk. Dick, Surfaris, Link Wray e The Ventures são as referências instrumentais da primeira formação da banda. Assim, os clássicos da Surf Music passam a compor boa parte de repertório, porém executados com um pouco mais de velocidade.

As diversas formações e as idas e vindas provocaram profundas mudanças na banda. Em 2009, o Brian Oblivion conseguiu gravar seu primeiro trabalho, o “Conforto Acústico”, lançado em 2011. Já nesta época, entre os integrantes, apenas o baterista da formação original estava no grupo.

A partir de 2010, as melodias começaram a ser executadas não apenas pela guitarra, mas também pelo trompete. Agora, influenciada também pelas bandas de Surf Music contemporâneas, pela música latina e pelo chorinho, o Brian Oblivion tem uma proposta diferente daquela de 20 anos. O segundo trabalho “Maristela é meu Limite”, lançado em abril de 2015, conservou a essência Surf, mas propõe medidas e arranjos ainda pouco explorados no estilo.

A formação atual é Paulo Agostinho (bateria), Gustavo Bordin (guitarra) Elise Savi (trompete) e Julio Maia (baixo).

Foto: Divulgação

É, meus queridos, meu primeiro contato com a cena Surf Music foi em aqui em Londrina com o Búfalos D’Agua, até então eu não sabia nada sobre o som, quando escutei “Misirlou” do Dick Dale eu não sabia que o estilo era o Surf Music, só achei a música muito foda!

A Surf Music é um subgênero do rock, associada a cultura do surf, particularmente no sul da California. Foi muito popular de 1962 – 1964, voltando no final dos anos 80 e 90.

Na Surf Music existe dois gêneros: Primeiro é o instrumental, com guitarras cheias de reverberação para provocar o som das ondas quebrando no mar.

O segundo é o Surf vocal, que pegou elementos originais da Surf Music e acrescentou harmonias vocais, movimento esse liderado pelos Beach Boys.

A cena Surf Music é grande no Paraná e no Brasil, com ótimas bandas representando tão ricamente este estilo musical, e Brian Oblivion é uma delas, levando seu som com uma honestidade musicalmente “Surf”. A entrada da trompetista Elise Savi na minha modesta opinião foi fantástica! Dando aquela “contribuição” positiva ao som da banda. Músicas como: “Santo” e “Matando Jacob”, entre outras, ficaram lindas! “Manja” aquele som que te leva pra outros mares mesmo morando longe dele? É esse!

A Banda tocou em vários lugares como, bares, radio, participou do 14º Campeonato Mineiro de Surf, e também da coletânea: Brazilian Tsunami.

Foto: Divulgação

Maringá muito bem representada na cena Surf por essa galera da Brian Oblivion. Lembrando também que tem muito material “massa” no canal oficial da banda no YouTube e Spotify, informações e fotos no Instagram, @brianoblivionsurf  . “Cola lá” e divirta-se!

Vida Longa Brian Oblivion & seus Raios Catódicos!

Bora pro Rock!

Bora pra Surf Music!

Rogerio Rigoni


Foi comerciante a vida toda, se rebelou e assumiu seu lado de escultor. A música que sempre foi sua paixão! Rock and roll na vida e na arte!

Foto: Divulgação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.