Skip to content

Nos filmes em cartaz, só um em destaque

Por Marcelo Minka

Nada de relevante nos cinemas da fazendinha, infelizmente. Em época de Oscar, os cinemas deveriam estar exibindo filmes interessantes, mas não é o caso.

Faturando nas alturas, ainda em cartaz, Avatar: O Caminho da Água. Para quem gosta da franquia e ainda não assistiu é uma boa opção, mas não espere muita coisa. O filme é bem longo, cansativo mesmo, e o roteiro é meio fraquinho. Texto de algumas semanas atrás aqui na coluna.

Homem-formiga e a Vespa: Quantumania é uma opção divertida para os fãs da franquia dos super-heróis. Não é lá um primor de filme, mas para um fim de semana chuvoso e sem opções, vale a pena. Também texto de algumas semanas atrás na coluna.

A Baleia, este sim é um primor. Se não viu, veja, só lembrando (texto da semana passada) que o filme é dirigido por Darren Aronofsky, com todas as suas esquisitices e incômodos.

O lançamento Creed III pode interessar aos fãs da franquia Rocky. Apesar de não contar com a presença de Stallone, a temática segue focada nos socos e rostos cobertos de cicatrizes. Dirigido e estrelado por Michael B. Jordan, a trama descreve o domínio de Adonis Creed no mundo do boxe, até que aparece um amigo de infância que sai da prisão e quer provar suas capacidades no ringue. A partir desta mini sinopse você já sabe o que esperar do filme.

Outro lançamento é o filme Casamento em Família, carregando grande elenco, mas discutindo algo pra lá de desgastado, o amor. Não que o amor esteja desgastado, mas as discussões cinematográficas sobre ele estão. Emma Roberts e Luke Bracey interpretam respectivamente Michelle e Allen, um casal que namora a anos. Ela quer casar e acha que já passou da hora, ele acredita que os dois têm uma relação tão especial que não precisam de contratos religiosos e burocráticos. Então entram em cena os pais do casal tentando ajudar: Diane Keaton, Richard Gere, William H. Macy e Susan Sarandon. O problema é que esses pais não estão tão seguros do próprio relacionamento que vivem. Décadas atrás, Woody Allen já fazia filmes sobre relacionamentos muito mais profundos e interessantes. Vale pelo elenco.

Marcelo Minka

Graduado em licenciatura em Artes Visuais, especialista em Mídias Interativas e mestre em Comunicação com concentração em Comunicação Visual. Atua como docente em disciplinas de Artes Visuais, Semiótica Visual, Antropologia Visual e Estética Visual. Cinéfilo nas horas vagas.

Foto: Divulgação

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.