Skip to content

Kung Fu Panda X Godzilla e Kong: escolha sua diversão nos cinemas

Por Marcelo Minka

Com o frio começando a arregaçar suas mangas, teremos um fim de semana prolongado pelo feriado com nuvens e, talvez, uma chuvinha. Mas se mesmo assim você não quiser encarar a Netflix, veja os lançamentos da semana abaixo.

Kung Fu Panda 4

O tão aguardado retorno do gordinho atrapalhado Po e os Cinco Furiosos finalmente chegou com Kung Fu Panda 4. Oito anos após a última aventura produzida pela DreamWorks Animation e distribuído pela Universal Pictures, o panda dragão se depara com um novo desafio: enfrentar a feiticeira Camaleoa, que busca ressuscitar os antigos vilões da saga. Os roteiristas poderiam se esforçar mais, né?

Kung Fu Panda 4 recicla parte das histórias anteriores, porém dá para se divertir. Godzilla e Kong traz monstros impressionanes, mas...
Divulgação/Universal Pictures

A película, nostalgicamente, captura a essência dos primeiros filmes da franquia, com humor leve, sequências de ação empolgantes e mensagens inspiradoras sobre amizade, perseverança e autoconhecimento. Visualmente a animação está impecável, com cores vibrantes, movimentos fluidos e cenários deslumbrantes, além de apresentar novas personagens como a raposinha Rukh e o panda Li Mei, que são adições bem-vindas ao elenco, trazendo mais humor e dinamismo à história.

Apesar da trama ser previsível e pouco original, o roteiro reciclar elementos de filmes anteriores e algumas piadas descambar para o pastelão, Kung Fu Panda 4 é uma produção divertida e nostálgica que faz rir, e o filme quase atinge o mesmo nível de excelência dos primeiros filmes da franquia. Divirta-se se você gosta do gênero.

Godzilla e Kong: O Novo Império

Godzilla e Kong: O Novo Império é o mais recente capítulo da franquia MonsterVerse, reunindo os dois titãs icônicos em uma nova aventura épica.

Como sempre, o filme entrega sequências de luta colossais entre Godzilla, Kong e outras criaturas, com destaque para a batalha final em Hong Kong. Apresenta também efeitos visuais excelentes, o CGI é de última geração, dando vida aos monstros com realismo e detalhes impressionantes.

Tudo isso complementado pela música de Bear McCreary que faz a ação e a emoção do filme se casarem com perfeição. Além disso, a história explora temas como amizade, lealdade e o futuro da coexistência entre humanos e titãs, mas em uma metáfora para nosso cotidiano, a coexistência entre humanos e humanos. Já dizia Sartre: “O inferno são os outros”.

Mas nem tudo são flores na direção de Adam Wingard (O Hóspede – 2014), a trama apresenta algumas falhas e conveniências, com personagens humanos subdesenvolvidos e diálogos expositivos, e em alguns momentos a quantidade de efeitos visuais pode ser cansativa, distanciando o espectador da história.

Além disso, o ritmo do filme varia, com algumas partes arrastadas e outras aceleradas.
Se você gosta de filmes de monstros com ação espetacular e efeitos visuais de última geração, Godzilla e Kong: O Novo Império é uma boa escolha. No entanto, se você espera uma história complexa e personagens memoráveis, permaneça no conforto de seu sofá tomando um cházinho, ou vinhozinho, como queira.

Marcelo Minka

Graduado em licenciatura em Artes Visuais, especialista em Mídias Interativas e mestre em Comunicação com concentração em Comunicação Visual. Atua como docente em disciplinas de Artes Visuais, Semiótica Visual, Antropologia Visual e Estética Visual. Cinéfilo nas horas vagas. Me siga no Instagram: @marcelo_minka e @m_minka_jewelry

Leia todas as colunas de Cinema

Fotos: Divulgação

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.