Skip to content

A Greve sem Fim

Por Marcelo Minka

Já amargamos 173 dias de greve dos roteiristas de Hollywood, e com isso todos os projetos em andamento e muitos lançamentos estão suspensos. Ou seja, alguns lançamentos quase irrelevantes são lançados na semana, mas nada que seja entusiástico.

Entre as principais reivindicações dos roteiristas estão: aumento de salários, pagamentos calculados com base no sucesso do roteiro e proteção contra o uso de inteligência artificial. Difícil dizer até quando vai este perrengue, mas vamos torcer para os profissionais conseguirem suas reivindicações o quanto antes, afinal, fim de ano está aí.

E pra não dizer que não falei de flores, digo, filmes, vamos a um lançamento.
Five Nights at Freddy’s: O Pesadelo Sem Fim

O roteiro é uma adaptação cinematográfica da popular franquia de jogos de terror homônima. O filme, dirigido por Emma Tammi (Terra Assombrada – 2018), segue a história de Mike Schmidt, interpretado por Josh Hutcherson, o bonitinho água com açúcar de Jogos Vorazes (2018), um jovem que aceita um emprego como vigia noturno na Freddy Fazbear’s Pizza, uma pizzaria infantil que foi fechada após uma série de misteriosos assassinatos.

Com a greve dos roteiristas de Hollywood, que já dura 173 dia, muitos projetos e lançamentos estão suspensos. Por isso, quase não há filmes bons nos cinemas

A trama tem sucesso ao capturar o clima de suspense e terror dos jogos e a atmosfera sombria e claustrofóbica da pizzaria é bem construída, com os animatrônicos, os principais antagonistas do filme, sendo assustadores e quase convincentes. A direção de Tammi é eficiente, e ela consegue criar uma série de cenas tensas e perturbadoras.

No entanto, o filme apresenta alguns problemas. O ritmo é um pouco irregular, com a trama demorando um pouco para engrenar. Além disso, o roteiro é previsível e alguns dos sustos são fáceis de adivinhar.
No geral, Five Nights at Freddy’s – O Pesadelo Sem Fim é uma boa adaptação da franquia de jogos. Para quem conhece o jogo ou não tem nada melhor pra fazer.

Marcelo Minka

Graduado em licenciatura em Artes Visuais, especialista em Mídias Interativas e mestre em Comunicação com concentração em Comunicação Visual. Atua como docente em disciplinas de Artes Visuais, Semiótica Visual, Antropologia Visual e Estética Visual. Cinéfilo nas horas vagas. Me siga no Instagram: @marcelo_minka e @m_minka_jewelry

Foto: Divulgação

Leia todas as colunas de Cinema

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.