Skip to content

99% suor

Por Ângela Diana

Parafraseando a frase de Thomas Alva Edison: “Arte é 1% inspiração e 99% de suor”.

E é verdade,  já dei até dicas aqui de como começam os trabalhos ou séries, quando a bendita inspiração não chega!

LEIA TAMBÉM

Vale relembrar algumas: TUDO faz parte da arte, qualquer pesquisa em qualquer área; as paisagens e lembranças de paisagens que ficam na sua cabeça; um rabisco que fazemos quando estamos falando ao telefone; uma ideia que parece absurda, mas que, no papel por exemplo. dá certo. Uma vez tive a ideia de bordar no papel fino. Foi o Ó, mas me rendeu muitas obras bacanas!

Ler, imaginar, meditar, rezar, comer, tomar banho (muitas ideias surgem quando estamos embaixo do chuveiro), enfim: TUDO é INFORMAÇÃO!

Então, suor!

Como nas obras, o cérebro guarda apenas o que é importante, a arte ajuda a  acessar essas informações…

Mas, hoje, não vou falar só com quem é dá área. O objetivo é que os leigos possam ter a arte no seu dia a dia e ajudar a se expressarem ou tirar pesos e pensamentos desnecessários…

Frisando que escrevo aqui como ARTISTA, e que é sempre bom para todas, todes e todos, fazer uma terapia, às vezes tomar um remédio, cuidar da saúde física,  espiritual (não estou falando de “religião “), e a parte mental.

A arte ajuda muito na saúde mental! Por quê? Porque o cérebro PRECISA de conexões novas! Esse é o exercício para ele…. Não tenho certeza (vou pesquisar mais à fundo, ok?), mas creio que pessoas controladoras têm mais chances de terem doenças como Alzheimer! E, como diz seu Mário, do grupo Amor Exigente, “Tentar controlar os outros é LOUCURA”. Já dá um trabalhão é controlar nós mesmos!

Então, Ângela, o que fazer para reunir tudo isso, usar a arte e ser mais feliz, quem sabe até encontrar um pouco mais de equilíbrio na vida? Gente! CONHECIMENTO! O que de mais importante que a arte ensina para todos, todas e todes: O CONHECIMENTO É A ARMA MAIS PODEROSA DO MUNDO! 

Temos a parte material da arte que é o trabalho feito e pronto. Em qualquer material ou suporte, ou seja , por exemplo, um quadro, um móvel, uma poesia, etc, que acaba acontecendo para quem ou é profissional ou usa a arte e o artesanato como um complemento para a vida. Ah! Se todo mundo fizesse isso! Tenho certeza que toda essa violência, em todos os sentidos, desapareceria do mundo!

E temos a parte filosófica, abstrata, que serve para todas as pessoas!

Ou seja, tire fotos bacanas com seu celular,  faça um banco de imagens de como você enxerga seu mundo; tenha, ao lado da cama, um diário! De papel, tá? Vale rabiscar, escrever frases desconexas, falar do dia a dia, xingar aquela pessoa que você não pode xingar. Seu caderno! Seu livro pessoal, aonde você pode colocar suas metas de vida! E se você não sabe, existem as metas à curto prazo: ou seja para daqui dois anos; à médio prazo, para serem realizadas em 5 anos; e a longo prazo, dez ou mais anos….

E como eu sei disso hoje? Porque voltei para a faculdade! Então,  sou um exemplo vivo para vocês… É difícil e me sinto enferrujada, mas muito satisfeita e meu cérebro agradece!

Uma observação muito importante, que a arte ensina também,: NÃO PENSE QUE SABE MUITO OU TUDO SOBRE QUALQUER ASSUNTO! 

Já vi muita gente falando isso e, com certeza, elas já estão com demências ou estão à um passo disso! 

GENTE! O melhor de estarmos aqui, encarnados, é que o mundo é grande e cada coisa que você escolher como assunto, vão ter coisas para estudar pelo resto da vida!

Suor sim, mas o cérebro também precisa de uma pausa

O cérebro também precisa do ócio criativo, o corpo precisa de descanso, mas não confunda profundo desgosto com a vida, desistir de aprender, preguiça mental com ócio criativo ou cansaço mesmo!

Aqui em casa, quando estamos com a cabeça muito cheia, pegamos um dia da semana para comer alguma coisa bacana, assistir programas que a gente gosta ou simplesmente dormir!

Para quê? Para que no outro dia a gente possa trabalhar e estudar com mais afinco!

Você sabia também que pessoas (no geral, tá?) que nunca conseguem dar um “tempo” ou ficarem sozinha são tipos de fugas da própria essência e realidade da vida delas?

Indico mais uma vez os livros “Codependencia nunca mais” e “Além da Codependencia, ambos da Melody Beattie! Serve para todo mundo! Principalmente se você veio de uma família disfuncional e quer quebrar, de uma vez por todas, qualquer corrente malífica que o impede de ter autoestima e uma vida com a escolha de “estar feliz”.

Ehhhh, se não fosse a arte na minha vida …. Eu não saberia e não teria, ao menos um pouquinho, dessas estratégias para poder ser uma pessoa melhor para mim mesma, para os outros e para o mundo.

Afinal, nós é que devemos, para o mundo, sermos melhores para ele… Se você é daquelas ou daqueles que acham que o “MUNDO TE DEVE ALGO”, sinto dizer, mas estará propenso a ser uma pessoa amarga e insatisfeita com tudo….

A arte me ensina a todos os dias a me libertar da mania de querer controlar tudo, a ser livre, a ter responsabilidade com minha liberdade e autoestima.

A arte é Deus ou Deusa? Não! Mas ela é um dos melhores instrumentos que temos no mundo, para aguentar os essa vida tão difícil e sermos melhores como gente!

O que vocês acham ?

Paz vobiscum

Ângela Diana

Arte é 1% inspiração e 99% suor. Tudo que você rabisca, fotografa, escreve, faz, pode ser a base para esses 1%. Mas o ócio criativo também é importante.

Sou londrinense e me dedico à arte desde 1986 quando pisei pela primeira vez no atelier de Leticia Marquez. Fui co-fundadora da Oficina de Arte, em parceria com Mira Benvenuto e atuo nas áreas de pintura, escultura, desenho e orientação de artes para adolescentes e adultos. Instagram angela_dianarte

Fotos: Acervo pessoal

Leia todas as colunas de Arte

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.