Skip to content

Londrina poderá amanhecer sem transporte coletivo nesta quinta-feira

Atualização às 19 horas

Equipe O LONDRINENSE

Em assembléia realizada na terça-feira, 02/04/2019, os funcionários da TCGL – Transportes Coletivos Grande Londrina, ratificaram os compromissos assumidos na assembléia de 25 de março, que sinalizavam as intenções de greve para a próxima quinta-feira.
Haverá uma audiência de conciliação junto à 2ª. Vara do Trabalho da cidade de Londrina, que ocorrerá às 14 horas de hoje. Segundo informações do presidente do Sinttrol, João Batista da Silva, existe uma possibilidade de acordo. Caso ele ocorra a greve não acontecerá.
É importante que o londrinense fique atento às decisões que serão tomadas nesta quarta-feira. Caso a TCGL não aceite a proposta de acordo, Londrina poderá amanhecer sem o transporte coletivo.

Nota da TCGL

“Em audiência de conciliação realizada hoje (03/04/2019) na 2ª Vara do Trabalho entre Metrolon, Grande Londrina e Sinttrol, a TCGL apresentou ao sindicato dos trabalhadores uma proposta com condições ainda melhores que a da outra empresa já assinou o acordo coletivo.

Os principais tópicos da proposta são os seguintes:

PPR

O valor da parcela de abril, será pago em duas vezes: metade em 10/04/2019 e a metade em 10/06/2019. Assim, o PPR da TCGL continua sendo pago antecipadamente.

SALÁRIO

Continua sendo pago o abono de 4%. Em caso de renovação do contrato emergencial ou novo contrato de concessão, o valor será incorporado ao salário e ao ticket alimentação.

Para o Metrolon e para a TCGL, diante das condições da proposta listadas acima, não há motivo algum para a categoria entrar em greve. Inclusive o juiz Carlos Augusto Conte ainda registrou em ata o pedido ao Sinttrol para que leve em consideração a realização da Exposição Agropecuária de Londrina, conforme a seguir:

Sobre a greve: embora caiba ao trabalhador decidir sobre a oportunidade de exercer o momento adequado de realizar a greve, conforme art. 9o da CF, e não obstante os limites de competência delegado a este Juízo, entendo ser oportuno o apelo ao sindicato profissional para que melhor reflita a respeito do momento oportuno para iniciar o movimento paredista, notadamente em razão do início da Exposição Agropecuária de Londrina, prevista para o dia 05/04/2019, evento de importância nacional e de particular interesse econômico regional, cujo comprometimento seria manifesto diante da diminuição da oferta de transporte público”.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.