Por Angela Diana Respondam rápido: o que é uma sereia? A resposta eu já sei: “um ser metade peixe e metade mulher”….Acertei? Não! E se eu dissesse que a sereia da mitologia greco-romana é um ser metade mulher e metade ave? Sim! Pois a lenda diz que ela cantava paraLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana Alguma vez você já sentiu isso? Para quem conhece, essa frase é de uma musica do Legião Urbana e, como toda boa obra de arte, tem várias interpretações. Ela me veio à cabeça quando fui para o centro da cidade ontem… As ruas sujas, as calçadas tomadas pelosLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana Buscando inspiração para coluna de hoje, lembrei da música “Ovelha Negra”, da maravilhosa Rita Lee. Me veio à mente quantas vezes eu me senti como na música… Com a diferença que essa ovelha aqui é colorida! Creio que todo mundo, muitas vezes na vida, se sente umLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana Um dos maiores desafios para artistas é o tal “papel em branco” ou “tela em branco”… Todo processo de criação é a mesma coisa: a falta de inspiração, por assim dizer, o desconforto, angústia, a busca pelo que fazer, que material, o que desenhar, O QUE!  DeLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana Estou viva, gente! Depois de duas idas ao Upa Sabará, antialérgicos, injeção para acalmar a tosse, mais remédios com corticoides, já me sinto mais dentro do corpo! Procurando inspiração para a coluna dessa semana (olha, gente, eu ate fiz crochê bemmn básico pra esquecer de tossir nessasLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana Essa semana, tive um ótima notícia vinda lá das bandas de Foz! O Centro George Pompidou de Paris fará uma parceria com o governo para construir um enorme museu em Foz do Iguaçu! Veja @artebrasileiros no Insta, para maiores informações! Vou ficar esperando mais notícias e passarei paraLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana O LONDRINENSE trouxe uma reportagem sobre o Museu Oscar Niemeyer (MON) e eu que, às vezes, sou um pouquinho lerdinha, mas não tanto assim, aproveito aqui o “gancho” para contar a experiência que eu e minha prima (que nunca tinha entrado em um museu tão grande) tivemosLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana O título de hoje vem em homenagem à Efigênia Rolim, que, a meu ver, é uma entre tantas grandes mulheres das artes. Lembrei-me da conversa que tivemos na feirinha da Praça Osório, em Curitiba, onde ela tinha sua barraca! Só nesse país, uma artista como ela precisavaLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana “Se é pra pintar flores, que seja como Georgia O’Keefe”… Escrevi isso em outra coluna e para reforçar a ideia fiz grandes margaridas nas cadeiras dadas pelo meus tios. Isso leva a uma outra questão: dar a “vida” para um objeto ou móveis ou vestuário que estãoLeia mais

Compartilhar:

Por Angela Diana E quem não tem necessidade nesse mundo, levanta a mão! Mas como fazer a arte acontecer quando todos os recursos se esgotam? Uma das maiores experiências nesse sentido foi a “arte povera”. Movimento nascido na década de 1960 que se estendeu até a década de 1970, na Itália (Roma,Leia mais

Compartilhar: