Skip to content

Está pensando em se mudar? Confira essas dicas

Por Mariana Coppo

Você está pensando em se mudar e está sem rumo? Sua preocupação está justificada: a escolha do local onde construirá sua casa ou do apartamento onde viverá é, sim, uma decisão de grande impacto. Como arquiteta, compreendo a importância de considerar uma série de fatores ao adquirir um terreno para construção ou escolher um apartamento para morar. Neste texto, exploraremos detalhadamente o que você deve analisar em ambas as situações, desde a localização até os aspectos técnicos e estéticos. Este conhecimento ajudará a orientar suas escolhas e garantir que elas sejam bem fundamentadas, atendendo às suas necessidades e expectativas.

Caso seu desejo seja construir do zero, a escolha do terreno é um dos passos mais cruciais em qualquer projeto arquitetônico. Na visão de um arquiteto, é necessário analisar uma série de fatores antes de adquirir um terreno para garantir que ele seja adequado ao projeto desejado. Vamos analisar alguns desses pontos?

Antes de comprar o terreno, observe:

Avalie todos aspectos do terreno antes de comprar – Foto: Freepik

1. Localização: A localização é fundamental. Deve-se considerar a proximidade a serviços essenciais, como escolas, hospitais, supermercados e transporte público. Também é importante avaliar o zoneamento local para entender as restrições de construção e o uso permitido da terra.

2. Topografia: A topografia do terreno desempenha um papel crucial na viabilidade do projeto. Terrenos íngremes podem exigir escavação e nivelamento, o que aumenta drasticamente os custos da sua obra. Além disso, a topografia afeta a drenagem, o que é vital para evitar problemas futuros de inundação.

3. Acesso e Infraestrutura: Certifique-se de que o terreno tenha acesso adequado a estradas e redes de serviços públicos, como água, eletricidade, gás e esgoto. A falta de acesso a essas infraestruturas pode encarecer e complicar a construção.

4. Estudo de Solo: Realize um estudo de solo para entender a composição do solo e sua capacidade de suportar a fundação da construção. Solos instáveis podem exigir medidas especiais de engenharia.

5. Restrições Legais e Ambientais: Verifique se há restrições legais ou ambientais no terreno, como áreas de conservação, restrições de altura ou regulamentos de construção ecológica, e analise se isso afetará a ideia que você sonha para seu projeto.

6. Custos Adicionais: Além do preço de compra, infelizmente precisamos levar em consideração os custos adicionais, como impostos sobre a propriedade, taxas de licenciamento, despesas legais e custos de desenvolvimento.

Antes de se mudar para um apartamento

Se o seu interesse for se mudar para um apartamento, a preocupação é outra! Precisamos levar em consideração alguns outros aspectos.

1. Layout e Espaço: Avalie o layout do apartamento e a disposição dos espaços. Considere se atende às suas necessidades, como o número de quartos, a presença de áreas de convívio e a funcionalidade da cozinha e dos banheiros.

2. Orientação Solar e Ventilação: Verifique a orientação do apartamento em relação ao sol. Uma exposição adequada ao sol pode influenciar a eficiência energética e o conforto térmico. Além disso, avalie a ventilação cruzada para garantir uma circulação de ar saudável.

3. Estado de Conservação: Observe o estado geral do apartamento. Considere se ele precisa de reformas significativas ou se está pronto para morar. Leve em conta os custos e inconvenientes associados a qualquer trabalho de renovação necessário.

4. Vizinhança e Serviços: Analise a vizinhança, levando em consideração a proximidade a serviços, transporte público, áreas verdes e escolas. Avalie se a localização se alinha com seu estilo de vida.

5. Aspectos Estéticos: Como arquiteta,acho importante você pode considerar aspectos estéticos, como a qualidade dos materiais de construção, o design interior e a possibilidade de personalização.

6. Custos de Manutenção e Taxas Condominiais: Esteja ciente dos custos de manutenção do prédio e das taxas condominiais. Eles podem variar significativamente e afetar seu orçamento mensal.

7. Reserva Financeira: Certifique-se de ter uma reserva financeira adequada para cobrir a compra do apartamento e quaisquer despesas inesperadas.

Essas dicas poderão lhe auxiliar na compra de um novo terreno ou imóvel, porém, lembre-se que o arquiteto é seu aliado! Melhor que qualquer outro profissional, ele poderá te ajudar na melhor escolha para colocar seu sonho em prática, com base nas suas necessidades. Esperamos ter ajudado, boa sorte!

Mariana Coppo

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Estadual de Londrina, pós graduada em Arquitetura de Interiores pela Universidade Filadélfia, especialista e precursora em Arquitetura Sensorial ligada à neurociência. Siga-me no Instagram @marianacoppo.arquitetura e visite nosso site www.marianacoppoarquitetura.com. Whatsapp (43) 98855-6754

Leia mais artigos sobre Arquitetura Sensorial

(*) O conteúdo das colunas não reflete, necessariamente, a opinião do O LONDRINENSE.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed using Magazine Hoot. Powered by WordPress.