ovos de páscoa

Com a alta do chocolate, a previsão é que se venda muito mais bombons e barras do que ovos de Páscoa

Mirella Fontana
O LONDRINENSE

Se você já andou dando uma olhada no valor dos ovos de Páscoa nos supermercados e chocolaterias, certamente teve uma surpresa. Devido a elevação do valor do cacau e o dos custos operacionais (como os combustíveis, por exemplo) os ovos estão custando cerca de 8,5% a mais do que no ano passado.

A estratégia das indústrias de chocolates

Cientes da perda do poder aquisitivo do consumidor, as grandes marcas estão investindo pesado nas caixas de bombons, barras e lembrancinhas, como uma forma de evitar o encalhe de seus produtos, que são sazonais e que terão que ser vendidos a preço de custo, caso não sejam comercializados até a Páscoa.
A estratégia é excelente para as indústrias do setor, pois desta forma, se aumenta o prazo de venda do produto e a chance de comercialização.

Não abre mão dos Ovos de Páscoa?

Se você não está disposto a abrir mão da tradição dos ovos de Páscoa, pesquisar é o melhor caminho. De acordo com o aplicativo Menor Preço, disponibilizado pelo governo do Paraná, a diferença de preços entre alguns estabelecimentos pode ser superior a 100%.

Vale a pena também se programar e aproveitar algumas ofertas nos sites enquanto dá tempo para receber sua compra antes da data comemorativa.

Outra opção, é comprar ovos artesanais, que muitas vezes custam mais baratos que os de grandes marcas e perdem muito pouco em sabor, se feitos com chocolates de qualidade, além, é claro, de ajudar o empreendedorismo local.

Matérias relacionadas:
Ovos de páscoa: confira as novidades de 2022

Imagem: Freepik

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.