Verde grama é tendência anunciada (e perfeita) para a próxima temporada

Um tom de verde ganhou destaque nos últimos desfiles e apareceu nas coleções de grandes grifes internacionais, como Valentino, Michael Kors Collection e Gucci, para citar apenas algumas. Além de lindo (eu adoro, sempre tenho uma peça desse tom no guarda-roupa), o tom alegre e vibrante ganha cada vez mais espaço no guarda-roupas das famosas também.

Foto: Divulgação Gucci

Se o que a gente veste – e como veste – pode ter uma influência grande no nosso ânimo e estado de espírito, nada melhor do que vestir uma cor alegre e cheia de significado. Esse tom de verde é o tom da esperança, sentimento que a gente precisa nutrir e compartilhar, mais do que nunca, em momentos como esse que estamos vivendo.

Foto: Divulgação Valentino

Também é uma cor que nos conecta com a natureza; é a cor da grama, das matas, das plantas – o que traz ainda mais significado para as coleções que estão cheias de peças com esse tom de verde, já que cada vez mais a indústria da moda busca colocar um olhar “ecológico” sobre as tendências e suas interpretações.

Para quem consegue manter a rotina e se arruma mesmo para ficar em casa ou fazer home office, fica a dica: roupas em tons de verde podem ser uma boa pedida – inclusive para participar daquela reunião pelo Zoom ou Meet – o verde ajuda a passar uma imagem alegre e positiva.

Reprodução internet

Já para compor um look bacana para participar daquela live de happy hour com os amigos, para o vídeo descontraído com chope no fim de semana ou para comemorar de forma remota o aniversário de alguém, o verde é uma boa aposta também: levando em consideração o fato de que, geralmente, a gente só aparece da cintura pra cima, o verde perto do rosto confere ainda mais destaque à produção, só arrematar com brincos bonitos, de presença, e foi! Look perfeito.

Instagram Maria Bernard

E o verde também ajuda quem, como eu, fica em casa com roupas confortáveis – mesmo fazendo home office, participando de reuniões no Meet e lives diversas: percebi que vinha usando muito preto e cinza, cores sóbrias e também um tanto tristonhas, se usadas em excesso. Abri ontem meu guarda-roupas e cacei as peças mais alegres, achei várias – algumas das quais nem me lembrava mais – em tons de grama e outros verdes também.

Foto: Divulgação Gucci

Agora mesmo, uso uma calça de malha tipo pijama verde Tiffany. Amanhã vou colocar uma t-shirt verde água customizada com o gnomo da Amelié Poulain e a frase Les temps sont durs pour les rêveurs (São tempos difíceis para os sonhadores), que ficou famosa por causa do filme.

São tempos difíceis para todos nós, manter a esperança não é tarefa das mais fáceis. E tudo isso pode parecer uma grande bobagem, mas não é: psicólogos e pesquisadores do mundo todo já atestaram os efeitos do uso das cores e da positividade sobre o cérebro humano. É mais que uma tendência. Por aqui está dando certo, recomendo.

Ana Paula Barcellos

Formada em História pela UEL, trabalhou 10 anos como escritora para blogs e sites sobre cultura e lazer. Atualmente, trabalha com marketing digital e pesquisa de tendências e, junto com Angela Diana, é proprietária da Rosita, marca de acessórios.

Foto principal: Divulgação Gucci

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *