UEL capta R$ 520 mil para pesquisa e inovação voltados ao aprimoramento do SUS

Cinco projetos londrinenses foram selecionados pelo Programa de Pesquisa que tem parceira do Ministério da Saúde, CNPq e SESA

Agência UEL

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) foi contemplada com cerca de R$ 520 mil para o desenvolvimento de cinco projetos que foram selecionados na chamada pública 11/2020 do Programa de Pesquisa para o SUS gestão compartilhada em Saúde (PPSUS), iniciativa da Fundação Araucária para o desenvolvimento da ciência e inovação no Sistema Único de Saúde. O edital representou investimento total de RS 5 milhões, financiando 40 projetos científicos em instituições paranaenses. O programa é uma parceria do Ministério da Saúde com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Secretaria da Saúde do Paraná.

De acordo com informações divulgadas pela Fundação Araucária, nesta edição 2020/2021 foram contempladas novas linhas de pesquisas dentro dos eixos temáticos, seguindo orientação do Governo do Paraná, para a promoção de ações para o enfrentamento do Coronavírus. Entre essas novas iniciativas estão estudos sobre o impacto da Covid-19 na atenção materno infantil; condições crônicas não transmissíveis; desenvolvimento de tecnologias; avaliação da rede de atenção à saúde pública e avaliação econômica considerando a pandemia.

Saúde – Segundo o diretor de Pesquisa da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (Proppg) da UEL, Eduardo José de Almeida Araújo, a chamada do PPSUS é bastante esperada pelos pesquisadores que têm projetos com foco na melhoria da qualidade de saúde. De acordo com o diretor, a UEL tem tradição em participar deste edital com bons resultados, o que representa uma oportunidade de colaborar a sociedade por meio da melhoria dos índices de qualidade da saúde.

“Mais uma vez a Universidade pode contribuir com a sociedade. Trata-se de um investimento muito bem vindo, com valor significativo que trará condições para que os pesquisadores implementem as suas ideias”, definiu. Ainda segundo o diretor da Proppg, a UEL mantém hoje vasto campo de estudos e investigações relacionadas a várias áreas do conhecimento, com destaque para o setor da saúde, que, segundo ele, representa uma vocação natural da Universidade. “Esses estudos contribuem com a sociedade local, uma vez que nossos pesquisadores têm a possibilidade de coletar dados por meio do Hospital Universitário (HU) e de outros parceiros que atuam no sistema. Isto sem dúvida é uma grande característica da nossa pesquisa nessa área”, afirmou o diretor.

Projetos – Entre as propostas aprovadas no edital PPSSUS está  a investigação de diagnóstico de metástase de câncer de próstata, coordenada pela professora Roberta Losi Guembarovski; Tratamento de Pessoas com Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), do professor Matias Roberto Loch; Quimioterapia em câncer colorretal, da professora Maria Angélica Watanabe; perda de olfato e paladar em pacientes de Covid-19, do professor Marco Aurélio Fornazieri e Prótese Mamária em Mulheres Mastectomizadas, do professor Felipe Arruda Moura.

Confira – AQUI – a lista completa dos demais Projetos e instituições contempladas.

Foto: Pixabay

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *