Tia Telma Responde – Mandei nudes e agora tenho medo de cair na internet

“Num momento de bobeira/carência, mandei nudes para um cara que mal conheci. Agora estou com medo da foto cair na internet. O que faço?”

“Manda nudes” é uma das expressões mais usadas pelos caras quando conhecem alguém por aplicativos de paqueras e começam a conversar pelo whatsapp. É batata: basta ficar algum tempo de conversa que o pedido vem. Nada originais esses caras. E para aquelas duas ou três pessoas que não sabem o que significa “mandar nudes”, é uma expressão usada para pedir a alguém fotografias ou vídeos pessoais de cunho sexual, principalmente da genitália, pepeca para ser mais clara

O problema é que o nudes se popularizou. Boa parte das meninas cai na conversa e manda o tal. Isso já resultou em exposição indesejada na internet e em grupos de amigos de quem recebeua foto, causando transtornos sérios na vida dessas garotas. Se até os famosos tem grandes problemas quando seus nudes caem na internet, imagina uma menina praticamente desconhecida?

O melhor é não mandar nudes, por mais que o rapaz insista. Se ele não respeitar sua decisão e continuar insistindo, corte relação. Porque, com certeza, esse cara não tem boas intenções e não vale a pena investir em quem não a respeita.

Porém, se você quiser realmente mandar – a exposição do corpo parece ser um prazer para algumas – , tome alguns cuidados. O primeiro deles é nunca mandar foto de corpo inteiro, muito menos mostrando o rosto. Não mostre nada que a possa identificar, como uma tatuagem, por exemplo. Proteja sua identidade. Sempre se pode negar que a foto seja sua, depois, se vazarem. Faça apenas fotos de detalhes, um seio, a bunda, etc. Até da sua pepeca, se for o caso. Áreas que normalmente são cobertas por roupas e que ninguém, a não ser você mesma, possa identificar.

Mas se mandou fotos íntimas e não tomou esses cuidados, anote o celular, o nome da pessoa para quem mandou e, de preferência, até o endereço sem que ele saiba para que é. Print as conversas. Tudo isso pode garantir uma ação judicial por dano moral se as fotos que mandou forem publicadas na internet. O dano moral pode ser requerido como forma de compensação ao abalo sofrido, com fundamento no artigo 5º, inciso V da Constituição Federal de 1988 e na responsabilidade civil orquestrada pelo Código Civil de 2002. Nesse caso, é importante também notificar a polícia, fazendo um boletim de ocorrência. Às vezes, só a ameaça de processar pode impedir que as fotos vazem.

Foto: Quadro La Maja Desnuda, de Francisco Goya

Telma Elorza

Jornalista profissional, palpiteira e galhofeira. Adora dar pitaco na vida dos outros enquanto vai levando a sua na flauta.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *