Sobre anos 80, camisas e brincões

Não é a primeira vez que a década de 1980 volta com tudo no mundo da moda, sendo revisitada e repaginada por designers de todo o planeta. Assim como hoje, naquela época, as mulheres estavam lutando para serem ouvidas e terem suas opiniões consideradas, lutando por um lugar ao sol no mercado de trabalho e mostrando que podiam ser tão competentes quantos os homens. Talvez por isso, grande parte das referências de estilo são ligadas ao mundo masculino. Muitas das peças de vestuário daquela década foram inspiradas na alfaiataria masculina: corte reto, silhueta mais rígida… nada de cintura marcada e tecidos que moldassem demais o corpo! Viraram tendência, rapidamente, peças como a clássica camisa branca masculina.

Gola fechada, toda abotoada. Ali, não cabia colar – mas no meio corporativo também não cabia muito frufru no que dizia respeito a acessórios. Onde ficava o destaque do visual, então?

Nos brincos, ou melhor, maxi brincos: os brincões! Outros dos grandes protagonistas dos anos 80, os brincos eram enormes, de materiais diversos e super coloridos. Com brilho, com pedras, com formatos inusitados, grandes formas geométricas, muitas vezes tudo isso junto e misturado. E o brinco descombinado? Também teve vez ali: Bolinha numa orelha e brinco longo de corrente na outra. Era sucesso, não tinha erro!

Ok, mais uma vez, a década de 80 está entre nós. O que tem de interessante, dessa vez, nas revistas? Muitas camisas, de todos os tipos. E o que mais? Eles, os brincões! E o mais legal, é usar brincos realmente grandes e brilhantes, aqueles que muita gente ainda reserva para festas ou saídas noturnas, com aquela camisa ou camisete básica que a gente usa para trabalhar. Esse é o grande lance, eu diria. Fácil e sem erro: É pegar uma camisa clássica, fechar ela todinha ou deixar aberto apenas o primeiro botão; colocar o brincão mais brincão que você tem e ser feliz. Com cabelo solto, cabelo preso, coque ou num rabo de cavalo, vai bem com tudo!

E gente, são os anos 1980 nos anos 2019: Precisa nem tirar o All Star dos pés, completa o look com uma calça jeans ou de tecido.

A Angela Diana preparou um vídeo especial no qual fala sobre como se deu o uso dessa tendência nos anos 80 – que ela viveu intensamente – e como está sendo agora, dando umas dicas bem legais também. É o primeiro vídeo inspirado na nossa coluna e você pode conferir ele na íntegra clicando no link abaixo:

https://www.instagram.com/bijorhca.bijouterias/

Ana Paula Barcellos

Formada em História pela UEL, trabalhou 10 anos como escritora para blogs e sites sobre cultura e lazer. Atualmente, trabalha com marketing digital e pesquisa de tendências e, junto com Angela Diana, é proprietária da Rosita, marca de acessórios. 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *