Segunda temporada de The Umbrella Academy chega a Netflix

A HQ The Umbrella Academy, escrita por Gerard Way e desenhada pelo brasileiro Gabriel Bá e com projeto gráfico da editora norte-americana Dark Horse, fez tanto sucesso que rapidamente virou série. Sua primeira temporada estreou em fevereiro de 2019, e ninguém sabia o que esperar daquela loucura toda da HQ na televisão.

Imediatamente a produção da Netflix fez imenso sucesso, conseguindo traduzir para o audiovisual o tom incomum dos quadrinhos, tomando, é claro, algumas liberdades necessárias para esta transposição, sem irritar os fãs da obra original. A tática deu certo, garantindo a produção da segunda temporada da série que estreou esta semana no streaming.

No elenco retornam os nomes de peso: Ellen Page, Tom Hopper, Emmy Raver-Lampman, Robert Sheehan, Aidan Gallagher, David Casteñeda e Justin H. Min. Apesar dos fãs já conhecerem muito bem os personagens, a nova temporada necessita de uma introdução. No final da primeira temporada, os irmãos Hargreeves não conseguem impedir o apocalipse e são obrigados a confiar no Número 5 e seus poderes instáveis. Mas os protagonistas acabam voltando no tempo separadamente, em diferentes momentos da icônica década de 60, tendo que reconstruir suas vidas antes de se reunirem novamente e tentar, mais uma vez, evitar o apocalipse.

Na sua segunda temporada, a trama continua mostrando o amor e a rivalidade entre os irmãos. Apesar de contar sete histórias diferentes ao mesmo tempo, o roteiro não se apresenta inchado ou desconexo. Novos personagens são introduzidos, como Lila, interpretada pela britânica Ritu Arya (Uma Segunda Chance – 2019) e Raymond, interpretado pelo americano Yusuf Gatewood (Os Originais – 2013 a 2018). Com tantas histórias pra contar, os diálogos são rápidos e as piadas inteligentes, tornando todas as cenas divertidas.

Oscilando entre o blockbuster e o indie, sem perder a criatividade do HQ, The Umbrella Academy possui uma trilha sonora pra lá de eclética: Lorde, Adele, Frank Sinatra, Backstreet Boys, Queen, The Cordettes, Billie Eilish entre outros. Para gostar, você tem que aceitar o absurdo e mergulhar de cabeça na loucura. Divirta-se.

Marcelo Minka

Graduado em licenciatura em Artes Visuais, especialista em Mídias Interativas e mestre em Comunicação com concentração em Comunicação Visual. Atua como docente em disciplinas de Artes Visuais, Semiótica Visual, Antropologia Visual e Estética Visual. Cinéfilo nas horas vagas.

Foto: Divulgação

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *