Londrina leva vacinação contra sarampo aos shoppings

Doença está se espalhando no Paraná; vacinação especial neste sábado focará jovens entre 20 e 29 anos

O LONDRINENSE com assessorias

A Secretaria de Estado da Saúde emitiu nesta quinta-feira (28) um novo boletim epidemiológico com dados do sarampo no Paraná. Até 27 de novembro, 479 pessoas no Estado tiveram ou estão com a doença atualmente. São 50 novos casos. Curitiba registra a maior concentração, com 306 confirmações – há mais 129 em municípios da Região Metropolitana.

No Interior do Estado, o boletim traz 2 confirmações em Castro; 1 em Ponta Grossa; 3 em Irati; 1 em Cruz Machado; 1 em General Carneiro; 3 Paulo Freitas; 8 em União da Vitória; 3 em Maringá; 8 em Londrina; 1 em Rolândia; 6 em Carlópolis; 5 em Jacarezinho; 1 em Toledo. No Litoral, a cidade de Matinhos confirmou 1 caso da doença. O informe desta semana traz também confirmações de casos de sarampo em Campo Magro e Cruz Machado.

VACINAÇÃO – Neste sábado (30) acontece o Dia D de vacinação contra o sarampo. Unidades de saúde de todo o Paraná estarão abertas para que mais pessoas possam receber as doses. O público-alvo desta etapa são jovens com idade entre 20 e 29 anos, faixa etária com maior incidência da doença. “O sarampo é bastante perigoso e potencialmente evitável. A vacina é a forma de prevenir e é gratuita. Vá no sábado até a unidade de saúde e se vacine, isso beneficia toda a população”, destaca o secretário estadual, Beto Preto.

Nos shoppings

Em Londrina, a Secretaria Municipal de Saúde, em ação inédita para aumentar a cobertura contra o sarampo, substituiu a vacinação nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) pelos shopping. Equipes da Saúde estarão realizando a vacinação em quatro shoppings da cidade: Catuaí, Boulevard, Norte Shoppping e Royal Plaza.

A vacinação será aplicada no público alvo da campanha do Ministério da Saúde – jovens entre 20 e 29 anos, entre 12 e 18 horas. É necessário portar a carteirinha de vacinação e um documento pessoal. Aproximadamente 20 mil doses estarão disponíveis.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Felippe Machado, a ideia surgiu após a constatação de que este público tem mais dificuldade em procurar as Unidades Básicas de Saúde para se imunizar. Por isso, pensando em encontrá-los nos ugares que eles costumam frequentar foi firmada a parceria.

Além disso, com os trabalhos de cerca de 80 servidores municipais da SMS nos Shoppings Centers, não será necessário abrir as Unidades Básicas de Saúde durante o sábado. Isso gerará muita economia financeira para os cofres públicos, pois segundo Machado, para abrir as 54 unidades de saúde, a Autarquia de Saúde investe próximo de R$ 100 mil por sábado. Com a parceria inédita, o custo não ultrapassará R$ 15 mil, ou seja, 85% a menos do que com a abertura das UBSs.

Foto: Visual Hunt

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *