Nos seus 40 anos, Valentino ganha baile de aniversário

Nesta sexta-feira (18), a pista de dança do Bar Valentino se transforma em um grande salão com a Vitor Gorni Orchestra

O LONDRINENSE com assessoria

Continuam as comemorações das quatro décadas de vida do Bar Valentino, em Londrina. Nesta sexta-feira (18), o local recebe a Vitor Gorni Orchestra, para um grande baile em homenagens aos tempos de ouro das orquestras que animavam os casais pelos clubes da Cidade.

À partir das 21h, sobem ao palco, Vitor Gorni, Lincoln Rodrigues e Fernando Sales (saxofone); Márcio Souza e Newton Florêncio (trompetes); Luciano Torres (trombone), Mateus Gonsales (piano), Gideão Barbosa (baixo), André Campelo (guitarra), Rafael Torrente (bateria). Nos vocais, os cantora Ricardo Yuki e Vinícius Zanin.

De acordo com o maestro, “serão duas horas de música dançante com orquestra, uma coisa muito difícil de se desfrutar hoje em dia”, afirma Gorni. “Fox, samba, bolero, samba-canção, mambo, valsas… Um repertório com grandes clássicos das orquestras de Glenn Miller, Ray Conniff e crooners como Frank Sinatra”, diz.

A idéia de fazer um baile como antigamente foi do proprietário do bar, Valdomiro Chammé: “pensamos que seria uma boa para reunir os frequentadores antigos do bar, uma forma de atrair também o pessoal mais velho, que gosta de dançar e tem vontade de voltar ao Valentino ou até de conhecer”. 

Para a ocasião, traje passeio – outra ideia divertida para ajudar a entrar no clima da noite. “Não é obrigatório mas pode ser uma ocasião única de tirar o pó do sapato de verniz”, comenta. Os garçons do bar também estarão vestidos à rigor para receber e a elegância também estará no palco, no figurino dos músicos, todos de terno e gravata.

Vitor Gorni conhece bem a cultura dos bailes com Orquestra. Seu pai, o Sr. Altino Gorni era o líder da Gorni Orquestra, de Cambé, uma das grandes formações que animava os bailes da região na década de 50. Muito antes do Valentino existir, é verdade, mas o fascínio pelos clássicos sempre foi uma constante no Bar, desde a sua fundação – O Valentino nasceu da mente criativa do diretor de teatro do grupo Delta, José Antonio Teodoro, apaixonado por cinema clássico: daí o nome, uma homenagem a Rudolph Valentino e de divas como Marilyn Monroe e Rita Hayworth, com seus pôsteres até hoje nas paredes da “casinha”.

DJ HISTÓRICO

Além da Vitor Gorni Orchestra, a noite ainda conta com a discotecagem do DJ Carlos Suzuki, Logo que o casal Valdomiro e Zanza Chammé assumiram o local, em 1991, Suzuki gravava as fitas K7 para o som do ambiente do bar. “Era muito blues, jazz e música brasileira, tudo de ótima qualidade. Não existia musica ruim na época como hoje”, diz. Depois das fitas cassete, Suzuki passou a gravar os CDs, sempre seguindo aquele gosto musical que sempre caracterizou as noites na Casinha.

Quando o Bar mudou para a rua Faria Lima, foi ele – juntamente com o DJ João Durval – os encarregados de, através da música, assegurar aos frequentadores que a mudança era só de endereço: o Bar Valentino continuaria a ser o “Valeco” de sempre. “O Valentino é um local meio que perpétuo para a Cidade, com uma historia gigante. Não é um bar de ‘moda’, tem uma historia ligada à cultura londrinense que é muito importante”, completa.

Suzuki também ajudou a montar o som e a ambientação do novo  salão, dando uma cara de discoteca ao local e ainda ajudando com a escolha dos equipamentos que garantem, até hoje, a qualidade do som na boate. Ouvir o DJ Suzuki na noite do dia 18 será uma oportunidade e tanto já que, atualmente, ele não está mais na night da Cidade. Tem se dedicado mais a eventos fechados e raras discotecagens que ele mesmo classifica como “intimistas”. A companheira de vida também é companheira no palco: junto com a esposa Eliane Fiora, Suzuki realiza shows onde quem solta a voz no microfone é a esposa.

Ao longo desses 40 anos de história, o Bar Valentino foi a segunda casa dos boêmios da Cidade, sem nunca ter feito distinção de raças, crenças e opções sexuais. Pela histórica casinha de madeira, passaram peças de teatro, shows musicais de todos os estilos, apresentações do FILO, do Festival de Música, Festival de Blues, exposições de artistas plásticos, lançamentos de livros e CDs, mostras de vídeo e performances de quem frequentava o bar.

SERVIÇO:

18/10 – SEXTA-FEIRA

Baile com Vitor Gorni Orchestra + DJ Suzuki

Cantores: Ricardo Yuki, Vinícius Zanin

Músicos: Vitor Gorni, Lincoln Rodrigues, Fernando Sales (saxofones); Márcio

Souza, Newton Florêncio (trompetes); Luciano Torres (trombone), Mateus

Gonsales (piano), Gideão Barbosa (baixo), André Campelo (guitarra), Rafael

Torrente (bateria)

Traje passeio, uma sugestão para entrar no clima da noite especial.

A partir das 21:00h

Couvert: $20,00

Foto: Divulgação

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *