Literatura e representatividade: a importância da presença de personagens negras em histórias infantis

 Todos os espaços devem ser ocupados pelas pessoas negras. E na literatura não tem sido diferente: autores têm dado voz às histórias de pessoas negras, sobretudo falando para as crianças.

Outro dia me peguei pensando a respeito de livros infantojuvenis que abordam a questão no negro, sobretudo de meninas negras. Tal questionamento foi levantado, pois me perguntaram quais histórias infantis eu tinha lido na infância que falavam de crianças negras e que abordavam a respeito dos cabelos, por exemplo.

De imediato, lembrei-me que não tinha essa lembrança. Fiquei preocupada. Sabe por quê? Porque a literatura é espaço para construção, reconhecimento e pertença. Lá, conseguimos nos aventurar pela fantasia, dar risadas, nos vermos representados e termos nossas histórias contadas.

Trabalhar a questão do negro dentro da literatura infantojuvenil é trabalhar com a autoestima das crianças, é mostrar que seu tom de pele e seus cabelos são lindos, que a história de seus antepassados é riquíssima.

Paremos para refletir: a construção da identidade tem início na infância, pois as informações que os pequenos vão absorvendo se tornam referenciais, contribuindo, assim, para a constituição de seus pensamentos a respeito do mundo à sua volta.

É nesse momento de experimentação de conhecimentos, que acontece potencialmente até os seis anos de vida, que a literatura pode ajudar no processo de entendimento do respeito ao próximo e suas características e, consequentemente, na formação de futuros adultos antirracistas.

Por esse motivo, aproveitei a lista elaborada pelo projeto do blog A mãe Preta, que indica livros tendo como protagonismo a presença de personagens negras e histórias que transitam por questões raciais.  Vamos lá?

O mundo no black power de Tayó

Autora: Kiusam de Oliveira

Ilustradora: Taísa Borges

Editora: Peirópolis

Tayó é uma menina negra que tem orgulho do cabelo crespo com penteado black power, enfeitando-o das mais diversas formas. A autora apresenta uma personagem cheia de autoestima, capaz de enfrentar as agressões dos colegas de classe, que dizem que seu cabelo é ‘ruim’.

Dandara, o dragão e a lua

Autora: Maíra Suertegaray

Ilustradora: Carla Pilla

Editora: Cassol

Dandara adora olhar o céu e ver as caretas que ele faz. Mas agora ela quer ir até a lua.

Como? Voando!!! E de carona num dragão!

Mariana

Autores: Jaciana Melquíades e Leandro Melquíades

Ilustrador: Leandro Melquíades

Edição: Era uma Vez o Mundo

Mariana é uma linda menina que ama seus turbantes. Numa leitura participativa, criativa e compartilhada, as crianças criam e recriam amarrações de turbantes, reconhecendo a beleza e ancestralidade inerentes a estes elementos.

 O cabelo de Lelê

Autora: Valéria Belém

Ilustradora: Adriana Mendonça

Editora: Companhia Editora Nacional

Lelê não gosta do que vê – de onde vem tantos cachinhos? Ela vive a se perguntar. E essa resposta ela encontra num livro, em que descobre sua história e a beleza da herança africana.

Uma história mais ou menos parecida

Autora: Márcia Paschoallin

Ilustradora: Juliana Fiorese

Releitura do clássico Branca de Neve e os Sete Anões, este livro reconta a encantadora história da princesinha de uma maneira totalmente inusitada. Desta vez ela é negra e chama-se Pérola Negra. Este é um projeto contra o preconceito racial e suas manifestações.

A menina que gostava de saber

Autora: Gisele Gama Andrade

Ilustrador: Ronaldo Santana

Editora: Abaquar

Sara é uma menina super curiosa e quer sempre aprender mais. Ela gosta de verificar tudo que falam para ela, fazendo testes que acabam gerando uma enorme confusão. Seu jeito extrovertido e curioso está lhe trazendo alguns problemas na escola. Como resolver? Com sabedoria, sua mãe dá um jeitinho de melhorar a situação, com um desfecho surpreendente.

Ah, como sei que comprar livros no Brasil pode não ser uma tarefa fácil, vou deixar alguns sites confiáveis que dispõem de um acervo de livros para as crianças. Tudo simples de achar, ler e viajar na leitura. E o melhor: gratuito!

Leia para uma criança – Disponível neste link.

Site Domínio Público – Disponível neste link.

–  Espaço de Leitura – Disponível neste link.

Um cheiro literário em vocês. Até a próxima. Axé!

Quem é Viviane Alexandrino

Sou a Viviane, tenho 36 anos e atuo como professora de Língua Portuguesa em colégios da cidade de Londrina. Além da formação em Letras Português, pela UEL, e mestranda em Estudos Literários pela referida instituição, sou formada também em Jornalismo, profissão essa que exerci durante 10 anos antes de me apaixonar pela educação.

Foto: Capa do livro O Cabelo de Lelê

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.