HU recebe dinheiro do governo para pagar parte das dívidas

O repasse de R$8 milhões vai cobrir parte das despesas com material de consumo e contratos de terceirizados

Agência UEL

A Secretaria de Saúde do Paraná oficializou na última semana o repasse de R$ 8 milhões para o Hospital Universitário (HU) da UEL que serão utilizados para o pagamento de material de consumo, para quitar parte de despesas com fornecedores e para custeio de contratos de terceirizados. A suplementação foi oficializada no final da última semana, após extensa negociação envolvendo a administração da UEL, diretoria do hospital, parlamentares da região e o governo estadual.

De acordo com o reitor Sérgio Carvalho, com esta liberação o Hospital, que representa o maior Órgão Suplementar da Instituição e também o maior prestador de serviços de saúde do interior, fechará sem problemas maiores com pagamento de fornecedores e de pessoal.  As negociações foram encabeçadas pela Reitoria, juntamente com a Diretora Superintendente do hospital, Vivian Feijó, com apoio do Superintendente de Ensino Superior, Ciência e Tecnologia, professor Aldo Bona e do Secretário Estadual de Saúde, Beto Preto. Também participaram da iniciativa o vice-líder do governo na Assembleia Legislativa, Tiago Amaral, e o deputado Tercílio Turini, ambos daqui da região de Londrina.

O reitor destaca também a participação da Assembleia Legislativa do Paraná  (Alep) que vem colaborando para o descontingenciamento e suplementação de recursos financeiros. Para o deputado Tiago Amaral, esta liberação de recursos é extremamente importante porque vai impactar diretamente a vida do paranaense, sobretudo aquele que depende da saúde pública, uma vez que o HU realiza um serviço fundamental, 24 horas por dia. “Esse dinheiro vai permitir que o hospital regularize compromissos e inicie 2020 com contas praticamente em dia, é uma precaução para garantir a compra de medicamentos”, detalhou o parlamentar, acrescentando que os recursos chegam em um bom momento, a tempo de quitar débitos atrasados até a liberação do orçamento do próximo ano.  

Histórico – No mês passado a UEL conseguiu o repasse de outros R$ 8 milhões como suplementação orçamentária para o pagamento de Requisições de Pequeno Valor – RPVs, oriundas de decisões judiciais, relativas a ações coletivas. Essa suplementação representou um acordo com o Governo do Paraná, envolvendo o Secretário Estadual de Fazenda, Renê Garcia Junior, o Desembargador José Laurindo de Souza Netto, 2º vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ/PR) e o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC). Também participou desta negociação o deputado Tiago Amaral.

Antes disso, em setembro, o governo disponibilizou R$ 13,7 milhões provenientes do Tesouro Estadual também para a manutenção do Hospital Universitário (HU) e para suprir o custeio de atividades acadêmicas da UEL. Os recursos garantiram o cumprimento de contratos com fornecedores, fornecimento de refeições no Restaurante Universitário e a regularização de despesas correntes. Em agosto passado, o HU conseguiu também a não aplicação da Desvinculação das Receitas dos Estados e Municípios (DREM), recursos, que seriam revertidos para a Secretaria de Fazenda, mas que por meio de intervenção política permaneceram no hospital, amenizando problemas financeiros.

Ainda em agosto, parlamentares do norte do Paraná conseguiram solucionar o pagamento de 440 residentes médicos e multiprofissionais da UEL. Na época, um decreto alterou o orçamento estadual garantindo até dezembro deste ano o pagamento dos profissionais. Na época a alteração garantiu um crédito no valor de R$ 8,415 milhões na Folha de Pagamento da Universidade.

Foto: Agência UEL

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *