Gaeco e PM cumprem mandatos em presídios de Londrina e Piraquara

Operação En Passant investiga atuação de organização criminosa em presídios do Paraná

O LONDRINENSE com assessoria

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, em conjunto com o Batalhão de Operações Especiais, o Batalhão de Choque e o Serviço de Operações Especiais da Polícia Militar do Paraná, cumpriu nesta quinta-feira (26) 18 mandados de prisão preventiva e 13 de busca e apreensão na operação “En Passant”, que apura a atuação de organização criminosa em presídios do Paraná.

Estão sendo investigados os envolvimentos de integrantes de facção criminosa no tráfico de drogas, comércio e posse de armas, sequestro e cárcere privado de pessoas, além de participação em homicídios de presos ou desafetos da organização. As investigações tiveram início há sete meses e são conduzidas pelo Núcleo de Ponta Grossa do Gaeco, em conjunto com o 1º Batalhão da Polícia Militar daquele município.

Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos presídios em Piraquara e Londrina e sete em residências dos investigados (dois em União da Vitória, um em General Carneiro, um em Porecatu, dois em Ponta Grossa e um em Prudentópolis).

Balanço – Ao final dos mandados, foram apreendidos diversos documentos com anotações do grupo. Também foram presas em flagrante quatro pessoas por posse de drogas, sendo que três delas já eram alvos dos mandados de prisão preventiva. 

Foto: Arquivo O LONDRINENSE

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *