Filo +1 entra em reta final

Grupo Galpão é destaque na programação do final de semana que tem também palestra e oficinas

O LONDRINENSE com assessoria

A Mostra Nacional de Artes Cênicas FILO 50+1 entra na reta final com espetáculos, palestra e oficinas que vão movimentar Londrina até o dia 5 de novembro. Uma das mais aguardadas atrações da programação, o Grupo Galpão, de Belo Horizonte, chega a Londrina para única apresentação do espetáculo “Nós” no domingo (3), às 20 horas, no Teatro Mãe de Deus.

Em cena, os atores Antonio Edson, Beto Franco, Eduardo Moreira, Júlio Maciel, Lydia Del Picchia, Paulo André e Teuda Bara, dirigidos por Marcio Abreu. Enquanto celebram a vida e preparam a última sopa, os personagens partilham angústias, algumas esperanças e muitos nós. A 23ª montagem do Galpão – um dos mais importantes grupos do País, com 37 anos de história – debate questões atuais, como violência, diversidade, intolerância e a convivência com a diferença, a partir de uma dimensão política.

No espetáculo, a plateia é convidada a presenciar situações de opressão e de convívio com a diferença, provocadas pelas relações de proximidade entre artista e espectador, ator e personagem, cena e plateia, público e privado, realidade e ficção.

Confira a programação de sexta a domingo no FILO 50+1:

Hoje (1)

Quando Quebra Queima

Montagem com performers e estudantes que participaram do movimento secundarista entre 2015/2016 e viveram intensamente o processo de ocupações e manifestações em São Paulo. Fruto da “primavera secundarista”, 16 corpos insurgentes deslocam para a cena a experiência que tiveram dentro das escolas ocupadas durante meses, criando uma narrativa coletiva e comum a partir da perspectiva de quem viveu o dia a dia dentro deste movimento, um dos grandes acontecimentos políticos dos últimos anos.

A montagem, que está na fronteira entre performance e teatro, é uma “dança-luta” coletiva construída a partir da experiência de luta e afeto de cada performer. 

Coletiva Ocupação (São Paulo) – 20 horas – no Colégio Estadual Hugo Simas (entrada pela Rua Prefeito Hugo Cabral, 677). INGRESSO SOLIDÁRIO: Produtos de limpeza ou higiene pessoal, que devem ser trocados pelo convite na entrada da escola, UMA hora antes do início da apresentação. Os ingressos serão distribuídos por ordem de chegada. Lotação limitada

Cantoras do Rádio 

Silvia Borba interpreta Maria de Aparecida de Lourdes, uma dona de casa que gosta de cantar as canções eternizadas pelas grandes cantoras da época de ouro do rádio. Ela relembra músicas que foram imortalizadas por Aurora e Camen Miranda, Linda e Dirce Batista, Irmãs Galvão, Dalva de Oliveira, Dolores Duran, Eliseth Cardoso, Ângela Maria e Aracy de Almeida, e recebe em sua cozinha três amigas que dividirão os vocais em participação especial: Heloisa Trida, Regina Reis e Marina Madi. 

Silvia Borba (Londrina) – 22 horas – Vila Cultural Cemitério de Automóveis (Av. Arthur Thomas, 342). Ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

Amanhã (2)

Exercícios e jogos teatrais para o associativismo – Oficina com o ator, professor e pesquisador Ney Piacentini (São Paulo/SP) – Das 10 às 13 horas, na Loja Ciranda (Rua Pref. Hugo Cabral, 656). Para inscritos.

Iniciação à prática da crítica de Teatro – Oficina com Valmir Santos – TeatroJornal  (São Paulo/SP) – Das 14 às 18 horas, na Loja Ciranda (Rua Pref. Hugo Cabral, 656). Para inscritos.

A rua como espaço de encontro – Oficina com Eduardo Moreira – Grupo Galpão (Belo Horizonte/MG) – Das 16 às 19 horas, no Canto do MARL (Av. Duque de Caxias, 3241). Aberta a ouvintes.

Sarauzinho

O projeto de formação de plateias da Vila Cultural Cemitério de Automóveis traz dois espetáculos para a criançada. Lunavi é um ser misterioso que, um belo dia, cai na Terra depois de uma explosão lunar e é encontrado por Joana e sua amiga Cherrie. Livremente inspirado no conto A Distância da Lua, de Ítalo Calvino, o espetáculo percorre os caminhos da ludicidade presente no teatro de objetos para falar sobre coragem, amizade e desafios. Histórias do nariz vermelho –Neste trabalho, o ator Sérgio Mello mescla música, esquetes clássicos do circo e literatura infantil, e nos faz refletir sobre a comunicação humana. 

Cia. Cosmicômica e Sérgio Mello (Londrina) – 17 horas – Vila Cultural Cemitério de Automóveis (Av. Arthur Thomas, 342). Classificação indicativa: Livre. Ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

O que te prende, mulher? –

Palestra gratuita com a atriz e diretora Stela Fischer (SP), pesquisadora de discursos e questões de gênero e ativismo feminista nas artes cênicas. Com a ação “O que te prende, mulher?”, ela propõe uma oportunidade de “libertação simbólica” das inúmeras amarras impostas ou aceitas pelas mulheres apenas pelo fato de ser mulher. É uma convocação para que as mulheres desfaçam seus nós, identificando, em suas próprias atitudes e discursos, formas de opressão de gênero naturalizadas. A palestra é aberta a interessados.

Stela Fischer (São Paulo – SP) – Às 19h, na Loja Ciranda (Rua Pref. Hugo Cabral 656) – Grátis.

Domingo (3)

Palhaçaria 

Domingo tem FILO na Feira. O palhaço Arnica conduz um show de cenas cômicas clássicas dos picadeiros. A apresentação traz uma sequência de atrações engraçadas e líricas com grandes convidados: o malabarista Poca Sombra e o mágico Geleia de Mokotowski, dois exímios artistas. 

Companhia CLAC (Londrina-PR) – Às 11h – Na Feira Livre da Av. São Paulo – Grátis.

Pé de Samba 

As cantoras Silvia Borba e Cecília Bandeira comandam a Roda de Samba do Sereno durante almoço especial na Vila Cultural Cemitério de Automóveis. No repertório, clássicos do samba de todos os tempos. Silvia Borba e Cecília Bandeira se revezam na condução da roda, que tem direção musical do violonista Ramon Sete Cordas. 

Roda de Samba do Sereno – Às 13h – Vila Cultural Cemitério de Automóveis (Av. Arthur Thomas, 342). Ingressos para a apresentação: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada). No almoço, a partir das 12 horas, será servida a tradicional feijoada (opcional e cobrada à parte).

NÓS 

Espetáculo do grupo mineiro leva para a cena um debate sobre questões atuais, como violência e intolerância. Enquanto preparam a última sopa, pessoas partilham angústias, algumas esperanças e muitos nós. 

Grupo Galpão (Belo Horizonte) – 20h – Teatro Mãe de Deus (Avenida Rio de Janeiro 670). Classificação indicativa: 16 anos – Ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada)

Vendas pela internet: Sympla .

Ponto de vendas central: Loja Ciranda (Rua Prefeito Hugo Cabral, 656) – Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 9 às 18 horas, e sábados, das 9 às 13 horas.

Foto: Espetáculo Nós – Guto Muniz/Divulgação

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *