Estreias desta semana trazem filmes mais adultos

Com o final das férias escolares, esta semana as salas de cinema não apresentam nenhum blockbuster, exibindo nas suas estreias longas que vão de comédia a suspense.

As trapaceiras (comédia): Dirigido por Chris Addison (Veep), o longa conta com as engraçadas Rebel Wilson e Anne Hathaway no elenco. Refilmagem de Os Safados (1989), nesta versão feminin. Josephine (Anne Hathaway) e Penny (Rebel Wilson) são duas tranqueiras especializadas em extorquir milionários. As duas contam com métodos diferentes, enquanto Josephine é sofisticada e elegante, Penny trabalha de maneira completamente adversa. Filme leve que garante boas risadas.

Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal (suspense/drama/biografia): Dirigido por Joe Berlinger (A Bruxa de Blair 2) e estreado por Zac Efron, esta cinebiografia conta a história de Ted Bundy, o psicopata que matou mais de 30 mulheres em sete estados norte-americanos durante os anos 70. Bundy, interpretado por Efron, se tornou famoso por duas razões, pela fama de sedutor que conquistou várias fãs e por ter efetuado a própria defesa nos tribunais. No longa, a história do serial killer é contada a partir do ponto de vista de duas mulheres, da sua esposa e da sua amante. Filme para quem não conhece a história e gosta do gênero.

O Mistério do Gato Chinês (Fantasia/suspense): Dirigido por Chen Kaige (Sacrifício), o longa conta a estranha história de um gato misterioso que ataca os membros da Corte Imperial durante a dinastia chinesa Tang. Partindo desses acontecimentos, dois homens completamente diferentes, um poeta e um monge, se unem para tentar descobrir o que existe por trás do gato místico, revelando histórias secretas da nobreza. Filme com fotografia belíssima, onde a sensação se sobrepõe à razão.

O Professor Substituto (Drama): Dirigido e roteirizado por Sébastien Marnier (Irrepreensível), o longa é baseado no livro homônimo de Christophe Dufossé e conta a história de um professor que passa a substituir outro que se suicidou em sala de aula. Contando com citações de Franz Kafka em seu roteiro, o filme é muito bem dirigido por Marnier, discutindo as paranoias contemporâneas através de uma narrativa densa. Melhor lançamento da semana.

Foto: Divulgação

Marcelo Minka

Graduado em licenciatura em Artes Visuais, especialista em Mídias Interativas e mestre em Comunicação com concentração em Comunicação Visual. Atua como docente em disciplinas de Artes Visuais, Semiótica Visual, Antropologia Visual e Estética Visual. Cinéfilo nas horas vagas

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *