Entidades protocolam ação contra fechamento do comércio

Dez entidades de classe e três deputados federais assinam a ação

Telma Elorza

O LONDRINENSE

Entidades civis organizadas e três dos quatro deputados federais de Londrina entraram na Justiça contra o Governo do Estado, na tarde deste sábado (4), com pedido de liminar para impedir o fechamento do comércio e de atividades consideradas não essenciais a partir desse domingo. O procedimento foi protocolado às 15h51 no Tribunal de Justiça do Paraná

A ação, assinada por 10 entidades, sindicatos e associações de classe e os deputados Filipe Barros, Diego Garcia e Luisa Canziani, aponta dados disponibilizados pela Prefeitura de Londrina que comprovariam a capacidade da cidade de atender os infectados pelo novo coronavírus e alega que “o Decreto Estadual nº 4942/2020 provocará graves e irreparáveis prejuízos aos munícipes, principalmente ao setor produtivo, aqui incluídas grandes, médias, pequenas e microempresas, empresários individuais e autônomos, que já sofreram com o fechamento de seus estabelecimentos no período de 22/03/2020 até 15/04/2020, por força dos decretos municipais nºs 334, 346 e 361, todos do presente ano”. Segundo a petição, “Há um grande temor da classe empresarial e do cidadão da região de Londrina de que os efeitos do decreto estadual sejam nefastos a economia regional de maneira irrecuperável.”

Só lembrando: o Tribunal de Justiça do Paraná vem negando sistematicamente os pedidos de reabertura de atividades não assistenciais como clubes e outras.

Foto: Arquivo/TJPR

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *