Eleições 2020 – Primeiro indeferimento é de Boca Aberta. Faltam decidir dois

Registro de candidato foi negado por inelegibilidade por cassação do cargo de vereador. Barbosa Neto e Júnior Santos Rosa ainda aguardam decisões

Telma Elorza

O LONDRINENSE

A Justiça Eleitoral indeferiu o registro da candidatura a prefeitode Londrina do deputado federal Émerson Petriv, o Boca Aberta (PROS). A decisão saiu nesta quinta-feira, no final da noite, assinada pelo juiz da 41ª Zona Eleitoral de Londrina, Mauricio Boer, baseada em pedidos do Ministério Público e das coligações dos candidatos Tiago Amaral (PSB) e Marcelo Belinati (PP).

O motivo alegado é a inelegibilidade provocada pela cassação do mandato de vereador de Boca Aberta, em 2017. Em 2018, ele concorreu e foi eleito deputado federal com base numa liminar do Tribunal de Justiça, que mais tarde foi cassada. O deputado ainda pode recorrer. Enquanto isso, Boca Aberta poderá continua fazendo sua campanha. “Poderá efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica enquanto estiver sob essa condição, ficando a validade dos votos a ele atribuídos condicionada ao deferimento de seu registro por instância superior”, afirma a decisão. 

A Justiça Eleitoral ainda está avaliando o registro das candidaturas de Homero Barbosa Neto (PDT) e Ederson Júnior Santos Rosa (REPUBLICANOS). A de Barbosa está sob judicie porque ainda estaria inelegível por ter contas, como prefeito de Londrina, reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). Santos Rosa enfrenta problemas por irregularidades na convenção do partido que o escolheu prefeito. Como o prazo para deferimento das candidaturas está curto, as decisões podem sair ainda hoje.

Foto: Arquivo/Câmara Federal

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *