Diário de Quarentena: O que eu faço quando a inspiração não vem!

De antemão, já aviso que eu sou uma “colecionadora”! Mas tento manter o controle da “situação”… Tenho duas coleções principais: canecas e anjos! Ah! E penas! E também conchas…(Meu sobrinho, quando era pequeno, me ajudava nessas!)

Com a chegada do Pinterest “colecionar” ficou mais divertido ainda! E foi quando eu descobri as “Monas”! (Como chamo carinhosamente a Monalisa  de Da Vinci! Artista coleciona cada coisa…)

Foto: Pinterest

A Monalisa foi pintada pelo mestre lá por 1400 e pouco. Também chamada de “A Gioconda”, ela é fonte de mistérios e especulações. Inclusive foi analisada por uma cientista americana e a hipótese formulada foi a de que a Monalisa era Da Vinci…E realmente é de se pensar nisso.

Como já expliquei em colunas passadas, alguns “mistérios” são apenas técnicas para criarem movimento (como os olhos que não encaram de frente ou a boca no meio do movimento de um sorriso, ou não!).

Foto: Pinterest

Outra coisa! Atrás tem duas paisagens que, se observarmos bem, são completamente diferentes. Lembrando que Da Vinci também era um cientista e botânico e que usava todo o seu conhecimento nas pinturas e desenhos.

Mônica-Lisa de Maurício de Souza – Foto: Reprodução da Internet

A Monalisa é a obra mais conhecida do mundo e é um quadro pequeno, 77cm x 53cm! E me inspira! Não só a original, mas todas as versões! E tem muitas! Desde a versão do Mauricio de Souza, com a Mônica, até Edward Mãos de tesoura. Tem a Mona com cabelo, sem cabelo, com recortes, flores, gatos, celular! Tenho uma vontade incrível de fazer minha versão…

Foto: Pinterest

Mas, como sou artista e colecionadora, a vontade é juntar todas que eu conseguir e fazer um mural! (Lembrando que murais são minha outra paixão! Meu mundo é Macro!). E, sabem, a arte salva!

]Mesmo nesse momento em que precisamos mais uma vez nos isolarmos totalmente, saindo apenas para o que é urgente, nosso inconsciente coletivo sentindo o peso de cada morte, de cada perda, sentindo raiva dessa politicagem suja e dos negacionistas, que não têm medo de morrer e nem de matar alguém passando o vírus, nada como a arte para aliviar a alma…

Foto: Pinterest

Porque a  arte também pode ser divertida! Também podemos “brincar” e fazer versões de grandes obras, pois elas existem para abrir portas e janelas para enxergarmos o mundo sob ópticas diferentes! Às vezes, o que precisamos para produzir é observar ou descansar…

Foto: Pinterest

Se vocês não estão se sentindo “produtivos”, não existe “pecado” nisso, afinal estamos em um momento carregados de pressões financeiras, medo da morte, tristezas , raiva e perdas…Somos “pessoas” e não máquinas! E tirando alguns políticos e corruptos que, a meu ver, são sociopatas e genocidas, nós temos sentimentos!

Foto: Pixabay

Usem a arte como maior aliada nesse momento! E, além de tudo, ela nos conecta com o divino…E quem não está precisando disso agora?

E antes que eu me esqueça: #forabolsonarogenocida !

Fiquem bem, na medida de todo possível fiquem em casa!

E pressionem por todos os meios para que as vacinas cheguem para todos nós! 

Angela Diana

Sou londrinense e me dedico à arte desde 1986 quando pisei pela primeira vez no atelier de Leticia Marquez. Fui co-fundadora da Oficina de Arte, em parceria com Mira Benvenuto e atuo nas áreas de pintura, escultura, desenho e orientação de artes para adolescentes e adultos.

Foto: Reprodução da internet

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *