Cuidado com a ostentação nas redes sociais

Não é à toa que a vaidade é um dos sete pecados capitais. Isso tanto é verdade que a pessoa pode pagar caro por ser vaidosa demais, pois tudo que faz posta com orgulho nas redes sociais para todo mundo ver o carro novo que comprou ou a viagem dos sonhos que realizou. Só que essas postagens podem servir como prova em processos administrativos e judiciais.

Tem pai que faz de tudo para pagar o menor valor possível de pensão alimentícia. Há casos de pedido de demissão só para não pagar um valor alto de pensão, mas, hoje em dia, um print vale mais que mil palavras pois, apesar de fazerem de tudo para esconder do juiz o que tem, se esquecem que têm processo e ostentam carro, motos, lanchas, baladas, etc.Hoje, essas postagens estão servindo como prova para o juízes alteram o valor da pensão.

Provas são usadas contra profissionais

Ainda ontem, 30 de outubro de 2019, foi vinculado em telejornal da cidade, que um funcionário da Secretaria Municipal de Saúde foi demitido após postar fotos de viagem enquanto estava afastado das funções por atestado médico.

Trabalhadores que mentem para os superiores ou fingem estar doentes também têm sido pegos pelas redes sociais. Um dos casos mais comuns nas empresas é o da pessoa que dá atestado médico e viaja. Sem querer, acaba revelando nas redes a mentira.

Outro caso comum em redes sociais é do empregado falar mal da empresa publicamente. Nesse caso, é preciso avaliar a amplitude do comentário, se é público, se o círculo de relacionamentos é grande, e qual o impacto disso para a empresa. Antes de qualquer comentário é preciso lembrar que tudo que não pode falar em público, não pode falar nas redes.

Dúvidas, sugestões de pauta: whatsapp (43) 98818-2367

Foto: Pixabay

João Ricardo Gomes 

Advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, atuante nas áreas de Direito de Família, Consumidor e Trabalhista.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *