Artistas: O que são? O que comem? Como vivem?

Hoje, arrumando algumas pastas de trabalhos, achei meu currículo (no papel!) e comecei a relembrar cada expo que já fiz….Mas, na verdade, foram os “bastidores” que me fizeram ter essa reflexão: “nós, os artistas não somos fáceis de se conviver”.

Claro que a gente rebate isso o tempo todo, mas vamos aos fatos: Somos rebeldes! Somos a ovelha colorida no meio das outras, parece que somos sempre do contra (e admito que é assim)!


Foto de Karyme França no Pexels

Se você tem uma família daquelas que gostam de festa, clube, almoços de casa cheia,  pode ter certeza que o artista é aquele membro da família que é o introspectivo, quieto e que gosta de ler ao invés de ir para baladas…

Ah! Mas, se ao contrário, sua família é reservada ao máximo, adivinha? O artista é aquele ou aquela que adora bater papos filosóficos com os amigos, até tarde na mesa do bar, ou adora as madrugadas!

Artista é tudo gente boa! Mas, por favor, nem venha com ideias pré-concebidas sobre arte, ou ideias engessadas. Ele ou ela vão rebater na hora, ou olhar silenciosamente dizendo: “que idiotice”! Sim! Você vai “ler” nos olhos dele ou dela, essa expressão!

Outra coisa! Artistas DETESTAM explicar o próprio trabalho. Afinal, se tudo já está “lá” porque ter que “falar”!?

Gente! Família de artista SOFRE!

Primeiro é o espaço que todo mundo vai cedendo aos pouquinhos, para que o trabalho possa crescer…Tintas…tinta na roupa, no chão, na mesa…Material de pesquisa, objetos esquisitos como a cabeça de um manequim para fazer moldes para uma escultura gigante, primos, irmãos, irmãs, primas, servindo de modelo para quadros, desenhos e esculturas, sendo enrolados em telas de arame de galinheiro…


Foto de RF._.studio no Pexels

Horários! Esses superam todos os limites da decência! O artista acorda às três da manhã,  liga música, faz café, monta seu cavalete na copa, e a família dorme embalada por cheiro de tinta! Uma vez, minha irmã foi dormir, de repente acorda de manhã e lá estava eu! Nem vi o tempo passar! Ela confiscou a garrafa de café, porque fazia uma semana que eu estava pintando para uma expo direto!

Insônia e cafés, chá mate, companheiros inseparáveis da criação! Para quem não sabe,  as madrugadas são as melhores para pintar! E isso vale para escrever, fazer música, desenhar.

Artistas sempre estão andando na “corda bamba” da vida, se virando, trabalhando em profissões, mas a maior raiva de todas é que, apesar de todas as tristezas, deem um pincel, tintas e papel e vejam a alegria surgir, como o sol depois de dias de chuva! E eles nunca, nunquinha, perdem a esperança e a fé de ter suas obras em lugares maravilhosos do mundo, como a Tate Gallery em Londres, ou ter suas obras descobertas por um fantástico marchand!


Foto de Daian Gan no Pexels

Nada consegue parar um artista! Ele ou ela podem até ficar um tempo fora da arte, mas a arte nunca os abandona…A arte nunca decepciona!

Artistas são aquelas pessoas que vocês podem até odiar, mas com certeza em algum momento da vida vão amar! Porque não tem meio termo! Ou são amados ou odiados!

Alguns podem ser “certinhos” demais, outros “levados da breca”, mas em sua grande maioria, trazem para o mundo uma luz própria que adoram dividir e que, dificilmente, se apaga com a morte, pois a luz fica lá, imortalizada nas obras!

Parabéns para todos que nos suportam, nos defendem e nos dão apoio! Meu muitíssimo obrigada a todos!

Angela Diana

Sou londrinense e me dedico à arte desde 1986 quando pisei pela primeira vez no atelier de Leticia Marquez. Fui co-fundadora da Oficina de Arte, em parceria com Mira Benvenuto e atuo nas áreas de pintura, escultura, desenho e orientação de artes para adolescentes e adultos.

Foto principal: Alicia Zinn no Pexels D

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *