Arquidiocese inaugura nova cripta na Catedral de Londrina

Inauguração será no dia do padroeiro Sagrado Coração de Jesus, sexta-feira (19). Local guardará os restos mortais dos arcebispos

O LONDRINENSE com assessoria

Depois de um período de reformas e adequações, a nova cripta da Catedral de Londrina está pronta para apresentação ao público e será inaugurada no próximo 19 de junho, dia do Sagrado Coração de Jesus, padroeiro da cidade e da Arquidiocese de Londrina. Cripta, historicamente, é o local construído no subterrâneo de uma igreja, embaixo do altar, onde são sepultados os bispos e presbíteros de uma Igreja particular.

A Cripta da Catedral é, hoje, o local onde estão enterrados dom Geraldo Fernandes Bijos e dom Albano Bortoletto Cavallin. No futuro, receberá também os arcebispos que falecerem exercendo aqui seu ministério ou que manifestarem o desejo de serem aqui sepultados. “Em grandes linhas a cripta é um cemitério. Mas para nós é um cemitério muito especial porque ali, por enquanto, estão dois dos nossos apóstolos. O primeiro apóstolo desta região, que foi dom Geraldo Fernandes Bijos, e o terceiro apóstolo desta região, que foi dom Albano Cavallin”, explica o arcebispo dom Geremias Steinmetz.

O corpo de dom Geraldo Fernandes, primeiro bispo e arcebispo de Londrina, que estava sepultado do lado do presbitério da Catedral, foi transferido para a nova cripta no dia 4 de junho pela ACESF (Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina), com a presença do arcebispo, do pároco padre Rafael Solano e do vigário, padre Emanuel de Paula.

A ideia fundamental da cripta construída embaixo do altar, ou o altar construído sobre a cripta, é que os cristãos celebrem a Eucaristia inseridos no mistério de Cristo, no qual estão colocadas as vidas dos santos e mártires. “A cripta da Catedral de Londrina também tem esse sentido porque está colocada justamente embaixo do altar, onde nós celebramos o mistério de Cristo e celebramos fazendo memória daqueles que fizeram conhecer esse mistério através do seu trabalho”, conta dom Geremias.

Padre Rafael Solano, pároco da Catedral, destaca também que a cripta testemunha aqueles que precederam na fé. “Por trás de cada uma dessas figuras reside toda uma experiência missionária, sacerdotal, ecumênica, laical, enfim, um caminho belíssimo. Imagina cada arcebispo, tudo o que significou sua vida terrena quando Deus o permitiu estar à frente duma igreja particular, é um presente de Deus, então vir até a cripta é também recuperar a história, a história de uma Igreja que sempre está a caminho”, diz.

Espaço arquitetônico

A reforma da cripta foi assinada pela arquiteta Marilu Fantin, como parte de um projeto amplo que incluirá a reforma da capela e da própria Catedral, com o objetivo de adequá-la às exigências litúrgicas.

A arquiteta recebeu a missão de fazer da antiga cripta um local aconchegante, de fácil acesso e digno dos arcebispos que passaram por Londrina. A realização contou com a colaboração de doadores e benfeitores, não só de pessoas que têm uma relação com a Igreja de Londrina, mas também com os arcebispos desta arquidiocese.

Segundo ela, a primeira exigência para a reforma foi integrar a Catedral com a cripta. Para isso, uma escada foi projetada do lado do presbitério, onde se encontrava o túmulo de dom Geraldo, ligando a igreja ao piso inferior. Ao lado da cripta foi construído um espaço para recolhimento pessoal, oração e pequenas celebrações, com um altar no formato quadrado, que representa a perfeição de Deus em toda sua criação. Esse espaço é decorado com uma cruz e a imagem de Nossa Senhora das Dores, que, em 1942, esteve na primeira igreja de Londrina.

Inauguração

O dia escolhido para a inauguração da cripta é o dia do Sagrado Coração de Jesus, padroeiro arquidiocesano, padroeiro da Catedral e também da cidade de Londrina, portanto, feriado municipal. Será uma cerimônia com número reduzido de pessoas, respeitando as normas da vigilância sanitária para a pandemia e transmissão on-line da celebração.

A cerimônia será presidida pelo arcebispo de Londrina Dom Geremias Steinmetz e contará com um pronunciamento do monsenhor Bernard Gafá, pároco da Paróquia Imaculada Conceição, que veio a Londrina por convite do falecido Dom Geraldo Fernandes.

As celebrações serão transmitidas pelo Facebook da Arquidiocese de Londrina (@arqlondrina), redes sociais da Catedral Metropolitana (@catedrallondrinaPR), canal do Youtube Catedral de Londrina e Rádio Alvorada FM 106.3.

Foto: reprodução do projeto/divulgação

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *