Acabou o amor: Londrina terá multas de até R$120 mil para quem fizer festas e estabelecimentos que desrespeitarem as regras

Condomínios, prédios, chácaras e barzinhos serão multados pesadamente e responder por crime contra a saúde pública. Pessoas que estiverem sem máscaras nas ruas serão multados e encaminhados para a polícia

Telma Elorza

O LONDRINENSE

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP), anunciou na tarde desta terça-feira (16), por live no Facebook, que vai endurecer com quem não está respeitando as regras de isolamento com festas e aglomerações e também para todos os estabelecimentos comerciais – principalmente bares – que não cumprem as determinações dos decretos municipais. Entre as medidas, estão multas de R$10 mil a R$120 mil e processo criminal por crime contra a saúde pública, como determina o artigo 268 código penal. O mesmo vale para quem não usar máscaras ou usá-la indevidamente nas ruas. A ordem agora é multar e levar para a Polícia. As denúncias poderão ser feitas pelo whatsapp 99995-0272 e as mudanças valem a partir desta quarta-feira (17).

Segundo Belinati, a prefeitura está fazendo inúmeras ações para garantir a saúde da população mas uma minoria não estaria colaborando e colocando toda a cidade em risco “São 10% da população de Londrina, cerca de 60 mil pessoas que não respeitam, não acreditam ou não estão nem aí para a vida dos outros. O restante da população está fazendo sua parte. E esses não podem pagar pelos irresponsáveis”, disse.

De acordo com o secretário municipal de Defesa Social, tenente-coronel Pedro Ramos, desde o primeiro decreto municipal, a Guarda Municipal atendeu mais de 2 mil denúncias de irregularidades. “Destas, metade resultaram em termos de orientação e metade em termos de constatação. Sete estabelecimentos foram interditados e três pessoas presas. Mesmo assim, as pessoas não se conscientizaram”, disse.

A partir de amanhã, não haverá mais notificações nem orientação. A determinação é, ao flagrá-las, os órgão públicos – GM, PM, Vigilância Sanitária e fiscais da Secretaria Municipal da Fazenda – lacrar, por sete dias, o estabelecimento que estiver descumprindo as normas e aplicar a multa. O valor mínimo será de R$10 mil e pode chegar a R$120 mil de acordo com o tamanho do estabelecimentos. A reincidência causará perda de alvará. “Vale também para festas em casas particulares, em condomínios, chácaras, onde estiver acontecendo festas, churrascos ou jogos de futebol. O máximo permitido é 10 pessoas reunidas nessas áreas”, afirmou Belinati. Esportes e eventos em áreas públicas em grupos também serão multados.

Quando ao pedestre sem máscara cobrindo nariz e boca, Ramos afirmou que, além da multa, será encaminhado a uma delegacia para ser autuado por crime contra a saúde pública, que dá de um mês a um ano de prisão. “Vai ser tolerância zero com esses irresponsáveis. Se não aprende com amor, vai aprender com dor. Ou no bolso. E se estiver contaminado e saiu de casa, as penas serão mais severas”, disse o prefeito. Com o número de whatsapp da GM, as pessoas poderão mandar fotos e mandar o endereço do local sem muita burocracia.

Mesmo com o aumento no número de casos e de mortes para covid-19, o prefeito descartou a possibilidade de novo fechamento das atividades econômicas no momento. “Embora tenha polêmicas em torno, com muita gente a favor do fechamento total assim como a favor da abertura total. No entanto, eu vou pela ciência. Segundo ele, Londrina foi uma das primeiras cidades a determinar o isolamento social para dar tempo de montar uma estrutura de saúde que permitisse atendimento de qualidade à população. “Fizemos isso para que não acontecesse como na Itália, onde faltava respirador, faltava UTI e onde se tinha escolher quem ia morrer e quem ia viver”, afirmou.

Segundo ele, a taxa de ocupação das UTIs de Londrina é de 39%, não faltam equipamentos de proteção individual (EPIs) e nem pessoal da saúde. “Então, no momento o fechamento total não seria necessário. Mas estamos controlando e acompanhando tudo. Se a situação mudar, não deixarei de tomar as medidas necessárias. O fechamento é uma medida que visa impedir o colapso do sistema de saúde”, disse. Segundo ele, fechar a cidade sem necessidade pode causar mais prejuízos, assim como manter a cidade totalmente aberta seria um caos. “Parcialmente aberta temos o equilíbrio”, afirmou.

Hoje, a Prefeitura registrou mais uma morte por covid-19, elevando o número de óbitos para 51 no Município. No total, são 893 casos confirmados, 272 pessoas aguardando os resultados de exames e 577 curados. Dos que ainda estão sendo tratados, 226 estão em isolamento domiciliar, 19 internados em enfermaria e 20 em UTIs. O paciente que morreu hoje tinha 85 anos e comorbidades.

Guarde esse número e mande sua denúncia com foto e endereço de quem está desrespeitando: 99995-0272

Foto: Emerson Dias/ N.Com

Compartilhar:

Um comentário em “Acabou o amor: Londrina terá multas de até R$120 mil para quem fizer festas e estabelecimentos que desrespeitarem as regras

  • 17 de junho de 2020 em 08:41
    Permalink

    Na live o nosso magnânimo prefeito esta sem mascara em recinto fechado, segundo a OMS o risco e muito maior de contaminação, o prefeito vai ser multado e vai responder criminalmente?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *