Pais envolvidos, filhos engajados!

Que os pais precisam se envolver na educação dos filhos, todo mundo sabe. Infelizmente, nem sempre é o que acontece. Num mundo cada vez mais agitado e corrido, sobra pouco tempo para dar atenção às tarefas escolares ou às reuniões na escola. Entretanto, esse aspecto nunca foi tão necessário quanto antes. Nem tão importante. Mesmo que estejamos vivendo em tempos digitais e virtuais. Aliás, é justamente por isso que os estudantes necessitam do acompanhamento dos seus responsáveis. Por, ao menos, duas razões.

A primeira delas é que a internet e seus recursos nos trouxeram uma infinidade de possibilidades. Algumas desconhecidas, outras obscuras. Na maioria dos casos, excelentes. Facilitam a vida, encurtam distâncias, aproximam pessoas. Mas, se soubermos usar o que estiver disponível a nós. E é exatamente aí que entram os pais e responsáveis – assim como os professores – na árdua e difícil missão de orientar o comportamento dos jovens pensantes dentro do ilimitado universo virtual.

Todavia, não é a única forma de se envolver. Ao contrário, quanto mais a família, qualquer configuração que tenha, esteja envolvida no processo educacional dos filhos, melhor desempenho eles terão. Inclusive na adoção da tecnologia na sala de aula. É perfeitamente possível, hoje em dia, que os pais e responsáveis sejam notificados em seus próprios celulares dos movimentos dos seus filhos na escola. Seja porque não fizeram uma tarefa ou porque estão com as notas baixas.

Para usarmos uma linguagem da atualidade, que permeia as relações nas redes sociais, podemos dizer que pais e responsáveis que se envolvem na educação digital de seus filhos aumentam o engajamento deles no processo educacional. E, assim, têm melhores feedbacks. O que resulta num maior e mais proveitoso aprendizado. Sim! Nossas crianças de hoje são extremamente inteligentes, mas não cabem mais nas caixinhas e padrões educacionais do século passado. É preciso que os adultos entendam isso e estejam presentes nesse ambiente, que também é virtual.

Foto: Pixabay

Tiago Mariano 

Formado em História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), pós-graduado em Ensino e História. Atualmente ministra aulas no Colégio Estadual Olavo Bilac, em Cambé, no Colégio Maxi, em Londrina, e é coordenador pedagógico da startup londrinense EducaMaker. Em 2018, foi premiado pela Google for Education (2018) com o primeiro lugar nacional no Programa Boas Práticas pela criação de um método de formação de alunos de alta performance.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *