Liderança, afeto e propósito: características da educação dos tempos modernos

O afeto transforma. É por isso que já passou o tempo em que a liderança do professor em sala de aula era militarizada, através da qual ele era o dono da razão. Antigamente, ninguém questionava quem estava à frente da sala de aula. Hoje, entretanto, os tempos mudaram. A autoridade continua sendo inquestionável. Mas, a forma de exercê-la é diferente. Afinal, para conquistar os alunos é preciso, também, dar voz a eles, permitindo-lhes compartilhar opiniões e saberes que incrementem o conhecimento.

Como se conquista essa liderança e autoridade, então? Através do afeto. Alguns chamam de pedagogia afetiva, outros de uma pedagogia horizontal. Não importa o nome. O importante é criar conexões, abrir os olhos e a mente para o mundo. Dessa forma, o engajamento dos estudantes é muito maior, tanto na disciplina quanto em relação ao professor que a ministra. Continuarão existindo aqueles que não vão muito bem ou que não tiram notas muito altas. Todavia, a percepção do aluno referente à aula será bem melhor.

É preciso romper padrões e preconceitos que amarram a educação ao passado. O futuro, que já é uma realidade, trouxe as conexões e os compartilhamentos das redes sociais. E isso deve ser aproveitado para potencializar o processo de ensino e aprendizagem. Além disso, a geração de hoje enxerga propósito em tudo o que faz. Mais do que nunca as pessoas só vão aprender aquilo que fizer sentido a elas. Ou de um jeito que for agradável, legal e feliz. Daí a necessidade afetiva.

Como educadores, nossa missão é romper os muros escolares, que são muitos. Não apenas os físicos, mas, sobretudo, as barreiras invisíveis. É tempo de inserir a comunidade toda (pais, responsáveis, família, amigos) no processo escolar. Todos precisam estar cientes e conectados aos propósitos educacionais e à afetividade pedagógica. Tudo isso vale para o ensino presencial, para o remoto ou para o híbrido.  As lições desse artigo são fundamentais, principalmente aos professores!

Tiago Mariano

Formado em História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), pós-graduado em Ensino e História. Com mais de 15 anos de experiência em sala de aula de diversos colégios públicos e particulares de Londrina e Cambé, é coordenador das startups londrinenses EducaMaker, Educação Criativa e Aagro, além de manter o canal no Youtube Prof. Tiago Ledesma Mariano. Em 2018, foi premiado pela Google for Education (2018) com o primeiro lugar nacional no Programa Boas Práticas pela criação de um método de formação de alunos de alta performance. Já foi diretor de tecnologia e inovação educacional da Secretaria Estadual da Educação (SEED) e coordenou a construção do novo catálogo nacional de cursos técnicos do Ministério da Educação (MEC).

Foto:  Arthur Krijgsman no Pexels

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *