Boef Borguignon: um prato para comer no dia seguinte

Aproveitando este tempo, que finalmente resolveu esfriar, e seguindo a linha de prato único pra toda família resolvi fazer essa receita  francesa que é uma espécie de carne de panela cozida no vinho tinto. Normalmente, eu gosto de preparos que e faço e como no mesmo dia, mas neste caso, guardar de um dia pro outro dá um sabor mais que especial!

Ingredientes para 4 porções:

– 1 Kg de carne bovina firme, cortada em cubos grandes de uns 4 ou 5 cm (eu usei alcatra);

– 150g de bacon em cubos;

– 200 g de chalotas descascadas (aquelas cebolas pequenas e ovaladas);

– 200 g de cogumelos paris;

– 160 g de cebolas em cubinhos;

– 80 g de cenoura em cubinhos;

– 80 g de salsão em cubos;

– 20 g de alho amassado (gosto de por no pilão com o tomilho e a pimenta);

– 700 ml de vinho tinto seco;

– 50 g de farinha de trigo;

– 50 g de manteiga;

– 500 ml de fundo de carne (leia a receita aqui);

– Alecrim (a gosto);

– Tomilho (a gosto);

– Louro (a gosto);

– Óleo;

– Sal (a gosto);

– Pimenta do reino (a gosto).

– Manteiga sem sal (aproximadamente 60 g)

Preparo:

Em uma tigela, fazer uma marinada com a cebola, cenoura, salsão, vinho, fundo de carne, sal, pimenta do reino e a carne. Deixar descansar na geladeira por umas 4 horas. Não tenha pressa.

Coar a marinada e reservar o líquido. Seque os cubos de carne com um papel toalha.

Em uma panela, de preferência que não seja de teflon, (as de ferro ou as de alumínio com fundo triplo são ótimas para este preparo) coloque um fio de óleo e doure o bacon. Reserve e, na mesma panela com a gordura bem quente, sele a carne. Não coloque toda carne de uma vez, faça aos poucos. Deixe apenas dourar e vire. Reserve. Na mesma panela doure os vegetais da marinada, misture a carne o bacon, polvilhe a farinha de trigo e misture bem. Em seguida adicione o líquido da marinada. Quando ferver, baixar o fogo e cozinhar por 1 hora ou até a carne estar bem macia e o caldo bem espesso. Se achar necessário, pode acrescentar mais fundo de carne e deixar mais tempo.

Em outra panela, coloque as chalotas, tempere com um pouco de sal e acrescente 30 gramas de manteiga em pedações espalhados. Coloque água suficiente para cobrir as cebolas e deixe ferver até a água evaporar e a cebola dourar. Reserve. Os cogumelos podem ser usados inteiros, mas se você achar que estão muito grandes corte em 2. Em uma frigideira coloque o restante da manteiga e salteie os cogumelos até ficarem firmes e macios. Tempere com sal e pimenta a gosto.

Acrescente o restante dos temperos no final do cozimento e os cogumelos e a chalota após desligar o fogo. Você não vai resistir, vai querer comer no dia, e vai estará delicioso, mas acredite, no dia seguinte chega a ser um pecado de tão bom que fica.

Foto: Acervo pessoal

Agda Souto Bressan 


Sou graduada em História pela UEL, casada com Oscar e mãe do Davi, da Bethânia e do Thales. Chef profissional formada pela Menu Escola de Gastronomia de Londrina, atualmente cursando pós-graduação de Gastronomia e Cozinha Autoral pela PUC-RS. Adoro cozinhar, mas gosto mais ainda de comer!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *